Tesla Model 3 é transformado em picape por youtuber americana


Simone Giertz, famosa por ter um canal sobre robôs, cansou de esperar pelo lançamento do modelo e transformou seu Tesla em uma picape. Tesla Model 3 modificado para picape
Simone Giertz/Reprodução
Cansada de esperar pela picape elétrica que Elon Musk prometeu, a youtuber Simone Giertz, que tem um canal sobre “robôs inúteis”, transformou seu Tesla Model 3 em uma. A mudança teve direito até a um comercial falso, feito para promover o novo veículo, que Giertz chamou de “Truckla”.
“Os rumores dizem que eles [a Tesla] vão anunciar o carro este ano, mas vai levar anos até que você possa ter um. E eu não tenho tempo pra esperar por isso”, disse ela no vídeo em que apresentou o processo de transformação do carro.
Segundo ela, a ideia de fazer a transformação estava no papel há mais de um ano. Giertz não trabalhou sozinha na concepção do design e na transformação. Ela contou com a ajuda de Marcos Ramirez, um mecânico e artista da região de São Francisco, nos EUA.
Outros youtubers também colaboraram, como Richard Benoit, que tem um canal dedicado a modificações de carros da Tesla, e Laura Kampf, uma designer alemã.
Initial plugin text
Ainda de acordo com Giertz, a escolha do Model 3 aconteceu porque o carro tem um chassi de aço, que é mais fácil de modificar e construir algo em cima — o Modelo S tem chassi de alumínio. Além disso, o carro também era a opção mais barata a ser modificada. O vídeo mostra desde o processo de aquisição do carro, que foi comprado online pela youtuber.
O resultado é bastante impressionante. No fim, pelo porte compacto do Model 3, a picape ficou semelhante a alguns modelos brasileiros e australianos de picape, como a Holden Ute, mantendo a característica do Tesla, mas com a caçamba.
Giertz cortou a parte de trás do Model 3 para transformá-lo em picape.
Reprodução/Twitter
Apesar do sucesso final do projeto, o processo teve obstáculos. Depois de ter tirado algumas partes do carro, como os bancos traseiros, o Model 3 estava se recusando a ligar, porque alertava à Tesla via conexão celular que algumas partes estavam faltando. Mas os empecilhos foram superados e o carro é funcional.
No entanto, Giertz ainda afirmou que irá aprimorar questões como acabamento interno e pintura.