Tesla cresce pelo 4º trimestre consecutivo, e Musk ganha ‘bônus’ de US$ 2,1 bilhão


Montadora de carros elétricos manteve meta de entrega de mais de meio milhão de veículos no ano. Com participação nas ações da empresa, Musk ganhou dividendos. Foto de arquivo de janeiro de 2020 mostra Elon Musk, da Tesla
Joe Skipper/Reuters/Arquivo
A Tesla publicou nesta quarta-feira (22) lucro pelo quarto trimestre consecutivo e manteve meta de mais de meio milhão de entregas de veículos no ano, apesar das interrupções causadas pela pandemia de coronavírus.
O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, dono de parte das ações companhia, qualificou-se na terça-feira para dividendo sem precedentes no valor de US$ 2,1 bilhões, seu segundo pacote de remuneração da fabricante de carros elétricos desde maio.
A montadora também desafiou os céticos no início deste mês, superando as expectativas de Wall Street em relação ao total de vendas de veículos durante o trimestre. Em termos ajustados, a Tesla teve lucro de US$ 2,18 por ação.
A receita caiu de 6,35 bilhões no ano anterior para US$ 6,04 bilhões, mas ainda ficou acima das previsões de analistas, de US$ 5,37 bilhões, segundo dados da Refinitiv.
Relembre a falha na apresentação da CyberTruck:
Tesla Cybertruck promete robustez, mas falha em teste ao vivo