Superávit comercial da UE com os EUA diminui, déficit com a China se amplia

EUA adotaram tarifas sobre a UE; tanto Washington quanto Bruxelas têm reclamado que a China quer livre comércio sem jogar limpo. O superávit comercial da União Europeia em bens com os Estados Unidos diminuiu nos três primeiros meses de 2019, mas o déficit com a China se ampliou, mostraram dados divulgados nesta quinta-feira (16).
O superávit do bloco de 28 países com os EUA caiu para 33,9 bilhões de euros entre janeiro e março, de 36,2 bilhões de euros no mesmo período de 2018, informou a agência de estatísticas da UE Eurostat.
Com a China, o déficit comercial da UE chegou a 49,4 bilhões, de 46,9 bilhões de euros antes.
Os EUA adotaram tarifas sobre a UE e ameaçaram com mais ao reclamarem da balança comercial. Tanto Washington quanto Bruxelas têm também reclamado que a China quer livre comércio sem jogar limpo.
No geral, o déficit comercial de bens da UE aumentou para 24 bilhões de euros entre janeiro e março de 9,6 bilhões um ano antes.
Na zona do euro, as exportações cresceram 3,1% em março sobre o mesmo período do ano anterior e as importações aumentaram 6%, levando a um declínio no superávit comercial a 22,5 bilhões de euros, de 26,9 bilhões um ano antes.