Sri Lanka bloqueia redes sociais após ataque para evitar fake news

Sri Lanka bloqueia redes sociais após atentado nesta manhã de domingo (21)

Sri Lanka bloqueia redes sociais após atentado nesta manhã de domingo (21)
REUTERS/Dado Ruvic – 28.3.2019

O governo do Sri Lanka bloqueou as redes sociais como o Facebook e o Instagram após uma série de ataques que ocorreram neste domingo (21). A medida visa a diminuir a propagação de notícias falsas.

As restrições das mídias sociais serão mantidas até que as forças de segurança completem as investigações. Segundo as agências internacionais, as autoridades tomaram a medida com base nos ataques que se espalharam pelo Facebook ano passado.

Leia também: Bolsonaro condena ataques coordenados no Sri Lanka

Uma série de boatos e também de mensagens de ódio contra os mulçumanos circulou pelas redes e gerou uma série de tumultos e até linchamentos no país.

Duas semanas antes das eleições gerais na Índia, o Facebook anunciou o fechamento de aproximadamente 700 páginas e contas falsas vinculadas a políticos e Exército da Ásia. Segundo a rede social, o encerramento das páginas se basearam no comportamento e não no conteúdo.

Ranil Wickremesinghe, primeiro-ministro do Sri Lanka, pediu via Twitter para que as pessoas não acreditem em informações falsas que circulam na internet.


Arte R7

Veja imagens da série de explosões no Sri Lanka neste domingo

*Estagiária do R7, son supervisão de Karla Dunder