Sonda japonesa Hayabusa2 inicia segunda descida a asteroide para colher amostras


Hayabusa2 disparou um projétil metálico em fevereiro e agora vai coletar mais material no asteroide. Imagem de fevereiro de 2019 feita a 30 metros de distância do asteroide Ryugu mostra a sonda Hayabusa2 se aproximando do corpo celeste.
Nagooya University / Jaxa / Tokyo University / Kochi University / Rikkyo University / Chiba Institute of Technology / Meiji University / Aizu University / National Institue of Advanced Science and Technology / AFP
A sonda japonesa Hayabusa2 iniciou nesta quarta-feira (10) a segunda descida para um remoto asteroide com o objetivo de coletar amostras subterrâneas que podem fornecer informações sobre a origem do sistema solar, disse a agência responsável.
Hayabusa2 está tentando voltar à superfície do asteroide Ryugu, que está a cerca de 245 milhões de quilômetros da Terra.
A sonda já tomou uma série de amostras da superfície do asteroide, mas esta é a primeira vez que tentará coletar detritos subterrâneos, não afetados pela radiação e outros fatores.
A Agência Japonesa de Exploração Aerospacial (JAXA, sigla em inglês) indicou que o descida começou às 10h46 (hora local), a uma velocidade inicial de 40 centímetros por segundo.
Se a descida for bem sucedida, a aterrissagem será completada cerca de 24 horas após seu início.
Em fevereiro passado, a sonda desceu pela primeira vez à superfície do asteroide para coletar as primeiras amostras.
A sonda disparou um projétil metálico no asteroide para criar uma cratera, em abril passado.
Sonda japonesa recolhe amostras de asteroide próximo à Terra
A sonda foi lançada em dezembro de 2014 e, para alcançar o asteroide, percorreu um caminho orbital em torno do Sol de cerca de 3,2 bilhões de quilômetros.
Esta segunda aterrissagem é a última operação da Hayabusa2 antes que retornar à Terra, no final do próximo ano.
Ilustração gráfica da sonda espacial Hayabusa-2
Akihiko Ikeshita/AFP