Soldado que teve queimaduras durante explosão de balsa no AM morre em hospital


Acidente ocorreu durante abastecimento de balsa, em São Gabriel da Cachoeira. Outro soldado ferido segue hospitalizado. Incêndio ocorreu em balsa no interior do Amazonas
Lindon Jonhson/Rede Amazônica
O soldado, de 18 anos, que teve o corpo queimado após explosão em uma balsa do Exército na quinta-feira (19), morreu em um hospital de Manaus na madrugada deste domingo (22). O caso ocorreu no município de São Gabriel da Cachoeira, a 851 Km a capital. Outro soldado também ficou ferido no incêndio.
De acordo com familiares, o soldado sofreu queimaduras de terceiro e quarto grau e teve cerca de 80% do corpo queimado. Ele e outro companheiro de trabalho ficaram feridos durante um incêndio na balsa do 2º Batalhão Logístico de Selva, causado durante um abastecimento de combustível.
Os dois foram encaminhados para Manaus, com apoio de uma aeronave, e internados na tarde desta sexta-feira (20) no Centro de Tratamento de Queimaduras (CTQ) do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, referência no tratamento de vítimas de queimaduras.
O G1 entrou em contato com o CMA e aguarda posicionamento sobre o ocorrido.
Entenda o caso
Dois soldados do Exército ficaram feridos durante o abastecimento de combustível em uma balsa, na manhã desta quinta-feira (19). A embarcação estava em um porto em São Gabriel da Cachoeira, e chegou a explodir. O fogo se alastrou e atingiu outras embarcações civis que estavam próximas.
Segundo o Comando Militar da Amazônia (CMA), a balsa pertence ao 2° Batalhão Logístico de Selva, e estava ancorada no Porto Queiroz Galvão.
A área próxima ao local do incêndio foi isolada e a Polícia do Exército (PE) foi acionada. O CMA afirma que “todos os procedimentos de segurança foram adotados para mitigar os danos causados pelo acidente”.
A 2ª Brigada de Infantaria de Selva instaurou procedimento administrativo para apurar danos materiais, responsabilidades e causas do acidente.