Sisu do 2º semestre: universidades começam a convocar aprovados em lista de espera


Por meio da nota do Enem 2020, programa seleciona candidatos para instituições públicas de ensino. Enem 2020 teve índice de inscrições mais baixo desde 2005
Marcello Casal Jr/ Ag Brasil
A partir desta quinta-feira (19), as instituições de ensino começam a convocar os candidatos aprovados na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do 2º semestre.
Os estudantes devem ficar atentos aos sites das universidades nas quais se inscreveram.
Cada uma tem seu próprio regulamento para a confirmação da vaga: documentos exigidos, prazos e formas de efetivar a matrícula.
LEIA TAMBÉM:
ENEM E VESTIBULARES: Cai ‘Afeganistão’ nas provas?
BARRADO NA ESCOLA: Mãe chora após filho com autismo ser discriminado
Como o Sisu funciona?
O Sisu do 2º semestre seleciona candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 e tiraram nota superior a 0 na redação.
No momento da inscrição, o aluno pôde escolher até duas opções de curso no sistema. Depois, o Ministério da Educação (MEC) divulgou quais estudantes inscritos em cada graduação tiveram melhor desempenho no exame e garantiram a vaga desejada.
Quem não foi aprovado em nenhuma das duas opções teve a chance de manifestar interesse em participar da lista de espera e concorrer pelas vagas remanescentes. É esse resultado que está sendo divulgado a partir de agora.
Existe política de cotas?
Sim. Cada universidade pode adotar sua própria conduta na distribuição de vagas por cotas. Na hora de se inscrever, as opções ficam separadas: ampla concorrência e demais modalidades (por cor, renda ou rede escolar).
É permitido também que as instituições de ensino estipulem outro critério: todos os alunos participam da mesma classificação, mas com bônus (pontos extras) a candidatos de determinados perfis (pretos, pardos e indígenas que estudaram em escola pública, por exemplo).
Vídeos de Educação