Série de O Senhor dos Anéis vai se passar antes dos filmes

A série de O Senhor dos Anéis da Amazon vai oficialmente acontecer durante a Segunda Era, antes dos acontecimentos da trilogia de filmes do começo dos anos 2000.

A confirmação veio por meio da conta oficial do show no Twitter. A publicação diz apenas “Bem-vindos à Segunda Era”, com um link para um mapa atualizado da Terra-Média. Este mapa está sendo atualizado constantemente para mostrar localizações geográficas, mas depois incluiu etiquetas de locais importantes. Isto já foi o suficiente para os fãs acreditarem que o aguardado seriado aconteceria durante a Segunda Era.

Welcome to the Second Age: https://t.co/Tamd0oRgTw

— The Lord of the Rings on Prime (@LOTRonPrime) March 7, 2019
O fato de o seriado acontecer durante a Segunda Era significa muita coisa. Para começar, é uma era que não foi muito explorada por J.R.R. Tolkien, criador da saga, o que significa que o roteiro vai ser totalmente original, vindo da cabeça dos roteiristas – para o bem e para o mal. Embora muitos rumores indiquem que o show vai ser focado em Aragorn, que viveu na Terceira Era, é possível que aconteçam flash backs ou flash forwards na série.

Muitos eventos importantes aconteceram durante a Segunda Era, incluindo a forja dos Anéis do Poder e do infame Um Anel. A Segunda Era termina com a cena que começa O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel, com o final da Guerra da Última Aliança derrota Sauron, mas o Um Anel não. Assim, começa a Terceira Era vista que é explorada nas trilogias e O Hobbit e O Senhor dos Anéis.

A última atualização do mapa mostra a ilha de Númenor, conhecida por ser a maior civilização dos homens. Na Terceira Era, ela é considerada uma civilização perdida, a ilha viu se deteriorar quando seu povo parou de adorar o deus Eru Ilúvatar e se rebelou contra Valar. Isso resultou na destruição do local e na morte da maioria de sua população. Sua inclusão no mapa sugere que poderemos ver essa história finalmente ser contada.

Já ficou claro que a Amazon pensa na série a longo prazo, investindo mais de US$ 1 bilhão por 5 temporadas de conteúdo.

*Tradução por Gustavo Petró

Inscreva-se no canal do IGN Brasil no Youtube e visite as nossas páginas no Facebook, Twitter, Instagram e Twitch!