Salão do Automóvel de Pequim é adiado por surto de coronavírus


Segundo organização do evento, adiamento foi feito para garantir a saúde e a segurança de participantes e expositores. Mercado chinês é o maior do mundo. Salão de Pequim 2018
Ng Han Guan/AP
A organização do Salão do Automóvel de Pequim, na China, anunciou o adiamento do evento em razão do surto do coronavírus, que já matou mais de 1,7 mil pessoas no mundo. O evento aconteceria entre os dias 21 e 30 de abril. A nova data ainda não foi divulgada.
Segundo comunicado do Comitê Organizador da Exposição Internacional de Automóveis de Pequim 2020, a decisão foi tomada para garantir a saúde e a segurança de participantes e expositores. Mercado chinês é o maior do mundo.
O adiamento é só mais uma consequência do novo vírus para a indústria automobilística. Marcas como a Toyota paralisaram a produção na China.
Fornecedoras de diversas fabricantes também interromperam suas atividades no país e seus componentes já começam a fazer falta em fábricas de todo o mundo.
Veja a nota do comitê organizador:
“Para garantir a saúde e a segurança dos expositores e participantes, nós, em nome do Comitê Organizador da Exposição Internacional de Automóveis de Pequim 2020 (16ª) (Auto China 2020), decidimos adiar o evento que foi inicialmente agendado para novos e antigos locais do Centro Internacional de Exposições da China (CIEC) em Pequim, de 21 a 30 de abril deste ano. A data reagendada será notificada separadamente.
Pedimos desculpas pelo inconveniente causado pelo atraso e agradecemos sua compreensão. Obrigado a todos os expositores, parceiros e público-alvo por seu apoio contínuo à Auto China!
Monitoraremos a situação da epidemia de perto e informaremos sobre o progresso organizacional da Auto China 2020 em tempo hábil.”
Initial plugin text