Rússia apresenta propulsor espacial mais potente do mundo

Propulsor RD-171MW desenvolvido pela Rússia

Propulsor RD-171MW desenvolvido pela Rússia
Reprodução/Twitter

A Roscomos, agência espacial da Rússia, apresentou nesta terça-feira o propulsor espacial mais potente do mundo, o RD-171MW, que será utilizado nos novos foguetes Soyuz-5.

“O propulsor RD-171MW será realmente o mais potente do mundo”, afirmou o diretor-geral da estatal Energomash, Igor Abúzov, ao destacar que a potência do equipamento será de 246 mil cavalos.

A Roscomos adicionou um vídeo no Twitter (em russo) para mostrar o propulsor de três dimensões. Arbuzov anunciou que o primeiro exemplar do equipamento será entregue à agência espacial em 2021 para ser utilizado no foguete Soyuz-5, que será lançado no Cazaquistão.

O diretor-geral da Roscomos, Dimitri Rogozin, disse em fevereiro que o propulsor superaria a potência de todos os concorrentes.

O RD-171MV é uma modificação do RD-171M, utilizado na primeira fase de utilização do foguete Zenit.

Segundo o construtor-chefe da Energomash, Piotr Liovochkin, os propulsores serão fabricados utilizando unicamente componentes russos e terão defesas adicionais para evitar acidentes.

Além disso, o engenheiro afirmou que, para acelerar o processo de produção, a empresa russa utiliza o modelo tridimensional, novas tecnologias e materiais compostos, equipamentos novos adquiridos como parte da renovação técnica da Energomash.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, assinou decreto para a construção do foguete-portador Yenisei, que utilizará o Soyuz-5 como bloco lateral, no início de 2018.

O primeiro lançamento desse novo foguete deve ocorrer apenas em 2028, a partir da base de Vostochni.

Veja também: 

Saiba como ajudar a escolher os nomes das novas luas de Júpiter