Relembre filmes e séries que mandaram bem em prever o futuro

As produções antigas de ficção científica apostavam alto no quesito tecnologia. A possibilidade de se ter um robô em casa, um drone, um carro autônomo ou conversar com um computador era completamente irreal naquela época. Veja alguns filmes que mandaram bem ao tentar prever o futuro
*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Marques

Viagem à Lua (1902) – o filme do diretor Georges Méliès retrata um grupo de amigos que decidem fazer uma viagem à Lua. A cena clássica mostra uma nave espacial que pousou direto no “olho” direito da lua. A cena antecipou um momento histórico para a humanidade: a chegada do homem à Lua. A Nasa, agência espacial norte-americana, concretizou essa missão apenas em 1969. O momento é um marco na história até os dias de hoje e foi reproduzido várias vezes na tela do cinema

Os Jetsons (1962) – A famosa família dos desenhos animados vivia em um mundo no ano de 2062. Os roteiristas imaginavam que nessa época robôs estariam ajudando nas tarefas domésticas ao lado de humanos. A robô Rosie fazia parte da família Jetson e estava presente em diversos episódios da série. Atualmente, os robôs são uma realidade e podem ser capazes de realizar a limpeza, servir clientes, ajudar em hotéis e até em hospitais 

Star Trek (1966) – A série de enorme sucesso de ficção científica ilustrava a vida no espaço de um modo bem futurista, um deles foi a impressora 3D que produziam até peças para a manutenção das naves. Hoje em dia, a ficção virou realidade, as impressoras já são usadas em diversos departamentos, inclusive estão nos planos para contribuir na exploração espacial. A Nasa planeja enviar esses equipamentos nas naves que terão a missão de explorar o espaço 

2001- Uma Odisseia no Espaço (1968) –  foi uma produção científica que previu diversos fatos tanto na ciência quanto na tecnologia. Quando a internet ainda era algo futurista, a produção que ganhou um OSCAR por melhor efeito visual, já mostrava as ligações por videochamada

Star Wars (1977) –  A saga de grande sucesso e produzida por George Lucas apresentou diversas tecnologias, desde o primeiro filme, mas a holografia em 3D, realmente ainda era algo muito distante. Equipamentos que desenvolvem a função de holograma e em 3D está sendo aprimorada cada vez mais e as imagens podem parecer bem reais

Blade Runner
– O caçador de androides (1982) –
o filme que também mostrou ao público dos cinemas como poderia ser uma videochamada, mas
a previsão mais certeira foi o uso de outdoors digitais. Na época, os painéis
dos comércios eram feitos de papel/ papelão

Exterminador do Futuro (1984) –  o filme traz um robô de guerra como seu personagem principal. O Skynet é um robô altamente avançado que utiliza a inteligência artificial para encarar o mundo ao redor. Essa tecnologia é um dos principais da tecnologia em desenvolvimento no momento. O recurso está presente em celulares e até em sondas espaciais e é a grande aposta dos cientistas para o futuro

De volta para o Futuro II (1989) – além de todas as possíveis tecnologias apresentadas, o filme mostrou que em 2015 os tênis seriam amarrados sozinhos. Uma marca esportiva apostou nessa ideia e alegrou os fãs de Mcfly ao lançar um modelo que se ajusta automaticamente aos pés em 2016. Neste caso, o futuro imitou as ideias do passado, mas não deixa de ser uma coisa legal não precisar mais amarrar os tênis. Pelo menos por enquanto, o filme ainda não antecipou a viagem no tempo

O Quinto elemento (1997) –  o filme que se passa no século 23 retratou um dos maiores expectativa pela chegada do futuro: os carros voadores. Há projetos de carros voadores, a China, por exemplo, quer se tornar o primeiro país a ser reconhecido pelos seus veículos voadores. Algumas empresas de transporte por aplicativos também estão caminhando para isso, produzindo robôs autônomos capazes de realizar entregas de forma autônomas

007: Um novo dia para morrer (2002) – uma produção dos anos 2000, quando a internet ainda estava começando, o filme mostrava os celulares com a opção de biometria. Hoje, as principais marcas de dispositivos disponibilizaram como novidade o desbloqueio do celular com biometria, reconhecimento facial e de íris