Raniery Gomes se manifesta após ter live interrompida por polícia: ‘Falaram: ‘se não parar, vai todo mundo preso”


Artista fazia uma apresentação virtual no sábado (28) quando teve show paralisado sob alegação de aglomeração e perturbação. Cantor Raniery Gomes tem live interrompida por polícia
Reprodução/Instagram
O cantor Raniery Gomes teve sua live interrompida no sábado (27) após a chegada da polícia. Logo no início da apresentação, que aconteceu na Paraíba, as autoridades alegaram ter recebido uma denúncia de perturbação alheia e aglomeração.
O artista usou suas redes sociais para se manifestar sobre o incidente e falar sobre o ocorrido. Raniery também mostrou imagens da chegada da polícia na casa onde realizou a apresentação online, que teria renda revertida para a classe artística.
No vídeo, é possível ouvir o cantor afirmando: “Se quiser me prender, pode me prender ao vivo”.
Cantor Raniery Gomes fala sobre live interrompida por polícia
“Tem muita gente me ligando sem entender bem o que aconteceu ontem na live, então resolvi postar esse vídeo explicando e mostrando todo o ocorrido. Inclusive o pedido de desculpas e do mal-entendido da polícia uma hora após a interrupção da live. Não tenho a mínima intenção de prejudicar ninguém, apenas não podemos admitir que isso aconteça mais”, escreveu o cantor na legenda do vídeo.
“Quis fazer uma live dedicada aos músicos, exclusivamente pra toda arrecadação ser destinada a classe de músicos e técnicos que estão parados há mais de um ano sem trabalhar. Procurei uma casa mais descampada e falei: ‘se por acaso houver uma denúncia, não tem problema, porque a gente está fazendo uma live solidária, não tem aglomeração e não vejo problema’.”
“Começamos a live às 17h, mais ou menos. Logo no início, na terceira música, chegou a polícia já com a abordagem. O produtor se dirigiu a eles, explicou que era uma live, deixou a porta aberta mostrando que não tinha aglomeração. Mas não queriam saber. Falaram: ‘se não parar, vai todo mundo preso’.”
“Falaram que teve denúncia de perturbação alheia”, explicou Raniery, dizendo ainda que após a primeira abordagem, decidiu parar a banda e seguir a apresentação com playback.
“Só quem ouvia era quem tava me acompanhando pelo Youtube, porque a gente estava de fone no ouvido.”
“Em pouco tempo, polícia chega de novo, ameaçando prender todo mundo.”
“Não quero difamar, ofender. Quando me exaltei, me exaltei muito. Mas infelizmente a abordagem foi muito indevida. Pessoal ameaçou prender a todos que estavam trabalhando na live, sem aglomeração, e a gente foi obrigado a parar a live. Não queria parar de maneira nenhuma, insisti.”
“Eu estava lutando por nossa classe. Vocês não sabem quanto essas pessoas estão necessitadas. Peço desculpas aos patrocinadores que ajudaram, a gente não conseguiu concluir a live. Peço desculpas se cometi algum exagero de qualquer coisa”, lamentou o cantor.
Initial plugin text