Quadrilha especializada em arrombar caixas é presa em RO com munições da Polícia Civil de RR


Foram presos quatro homens, um deles taxista, e duas mulheres. Com o bando, a PM também apreendeu armas, explosivo, drogas e documentos falsificados. Armas e drogas apreendidas pela PM com a quadrilha em Porto Velho
Rede Amazônica de Televisão/Reprodução
Quatro homens, dentre eles um taxista, e duas mulheres foram presos nesta sexta-feira (30) por fazerem parte de uma quadrilha especializada no arrombamento de caixas eletrônicos, em Porto Velho. Com o bando, a Polícia Militar (PM) apreendeu três pistolas (uma delas carregada com 22 munições do acervo da Polícia Civil de Roraima), um explosivo, tabletes de cocaína e maconha, aparelhos celulares, documentos falsificados e um carro.
A maioria do material foi apreendido em uma residência na Rua Laranjal, no Bairro Aeroclube, Zona Sul da capital. Um suspeito, que é foragido da Justiça do Amazonas, conseguiu escapar do cerco policial, mas a esposa dele foi presa.
A operação policial que resultou na prisão da quadrilha foi realizada por volta das 20h de quinta-feira, depois que a polícia recebeu denúncia anônima dando conta da ação dos suspeitos.
Logo após a denúncia, os militares passaram a monitorar a residência dos criminosos. A primeira abordagem foi a um táxi que saía do local suspeito. O taxista e uma mulher foram presos. Uma sacola com drogas chegou a ser arremessada para fora do veículo, mas a polícia recuperou o embrulho.
Ferramentas que seriam utilizadas no arrombamento de caixas eletrônicas
Rede Amazônica de Televisão/Reprodução
Além do explosivo, que foi removido pelo esquadrão anti-bomba da COE-GATE, foram apreendidas ferramentas que, de acordo com registro de ocorrência, a quadrilha utilizada para arrombar caixas eletrônicos.
O taxista foi preso, pois, além de tentar dar fuga a uma suspeita, o nome dele foi encontrado em um caderno onde os criminosos controlavam a venda de entorpecente.
Ligações nos celulares dos suspeitos, atendidas pela polícia, confirmaram que o bando planejava realizar um roubo a um banco. De acordo com a polícia, pelo menos três dos suspeitos tem mandados de prisão em aberto.
O G1 entrou em contato com a Polícia Civil de Roraima para verificar sobre as munições apreendidas em Porto Velho, mas não teve retorno até o fechamento da reportagem.
Explosivos em Candeias
A polícia não associou os dois casos, mas, na noite desta quinta-feira a PM também apreendeu três bananas de dinamites nos fundos de uma agência bancária, no complexo turístico de Candeias do Jamari, área metropolitana de Porto Velho.
Dois suspeitos conseguiram fugir de barco, pelo rio Candeias. Os explosivos foram encaminhados à delegacia de Candeias, que vai investigar o caso.
Material usado para arrombamento de caixas eletrônicos
Rede Amazônica de Televisão/Reprodução

Powered by WPeMatico