PS5 terá resolução 8K, Ray Tracing e drive SSD, confirma Sony

Em entrevista ao Wired, o arquiteto-chefe do PS4, Mark Cerny, revelou uma porção de novidades sobre o próximo console PlayStation — ainda sem nome oficial, o hardware é chamado entre os fãs de PS5. No texto, a Sony confirma que o console terá suporte a tecnologia Ray Tracing, resolução 8K e substituirá o disco rígido por um drive SSD (Solid State Drive).

Cerny, que retorna como arquiteto-chefe no PS5, ainda ressalta que o console não chegará em 2019, mas não confirma nenhuma janela de lançamento. Segundo ele, vários estúdios já estão explorando kits de desenvolvimento do console. Por ter sua arquitetura baseada parcialmente no PS4, o novo PlayStation terá retrocompatibilidade com a atual geração do console.

A CPU do console é baseada na terceira geração do chip AMD da linha Ryzen e contém oito núcleos com a nova 7nm Zen 2 microarquitetura da empresa. Já a GPU terá suporte a Ray Tracing, tecnologia que simula o comportamento dos raios de luz em ambientes 3D, oferecendo reflexos, distorções e outros efeitos realistas. Cerny afirma ao Wired que a aplicação do Ray Tracing no PS5 vai além de implicações gráficas. “Se você quisesse realizar testes para ver se o jogador pode ouvir certas fontes de áudio os se os inimigos podem ouvir os passos dos jogadores, o Ray Tracing é útil para isso”, explica Cerny.

Nota em desenvolvimento…