Professores e funcionários da Unicamp voltam às atividades presenciais nesta segunda-feira


Retorno presencial dos estudantes de graduação e pós, por outro lado, têm data indefinida e só ocorrerá após imunização completa de todo grupo e divulgação de normas, diz universidade. Campus da Unicamp, em Campinas
Rafael Smaira/G1
Professores e funcionários da Unicamp voltam às atividades presenciais nas unidades de ensino e pesquisa a partir desta segunda-feira (13). Por outro lado, a retomada das aulas de graduação e pós nos campi segue com data indefinida, uma vez que a universidade só estabelecerá um cronograma depois que houver imunização completa de todos os alunos e forem definidas regras para o regresso.
Para marcar o início da retomada, a universidade diz que fará uma cerimônia, a partir das 17h, para também prestar homenagem às vítimas da pandemia. Haverá transmissão virtual, segundo a reitoria.
“Todos os servidores da universidade que completaram a imunização contra a Covid-19, independentemente de estarem ou não no grupo de risco, deverão retornar presencialmente”, diz resolução da Unicamp. A medida vale, portanto, para os profissionais que já cumpriram o período de 14 dias após recebimento de duas doses ou dose única de imunizante contra a doença.
Neste mesmo texto, a universidade destaca que os profissionais estão obrigados à vacinação e devida comprovação, sob pena de medidas disciplinares. O G1 questionou a Unicamp entre os dias 30 de agosto e 10 de setembro sobre quantos já fizeram esta comunicação, mas não houve resposta.
O texto destaca a necessidade de todos manterem medidas sanitárias como uso de máscara, distanciamento de 1,5 metro entre as pessoa, higiene das mãos e proibição de aglomerações. O texto da resolução também abrange volta de estagiários, voluntários, patrulheiros, residentes dos programas de pós-doutorado, pesquisador ou professor colaborador e pesquisador visitante convidado.
Clique aqui e leia íntegra da resolução
“O formato das atividades didáticas será determinado pelas respectivas faculdades, institutos e colégios técnicos”, diz nota divulgada em agosto pela Unicamp sobre o plano de aulas presenciais.
Ao todo, a universidade estadual reúne 2 mil docentes, 6,7 mil funcionários e 33,2 mil alunos de todas as etapas de ensino e pesquisa. Em entrevista ao G1, o reitor Antonio José de Almeida Meirelles, o Tom Zé, destacou que espera pela volta plena das atividades no início de 2022.
Medidas de controle
Entre as medidas previstas para permitir o retorno presencial das atividades nos campi da Unicamp, o Comitê Científico de Contingência do Coronavírus destaca a testagem prévia para Covid-19, treinamento das equipes por videoaula, uso de aplicativo para vigilância epidemiológica, e o acompanhamento de eventuais casos e ações pelos comitês de crise de cada instituto.
VÍDEOS: tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas