Produção de veículos no Brasil cresce 2,8% no 1º semestre


Avanço é na comparação com o mesmo período do ano passado. Exportações caem mais de 40% no período. Produção de automóveis e veículos leves cresceu 2,5% no primeiro semestre de 2019
Divulgação
A produção de carros, caminhões e ônibus no Brasil subiu 2,8% no primeiro semestre do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado, afirmou nesta quinta-feira (4) a associação que representa as montadoras (Anfavea).
Saíram das fábricas instaladas no país um total de 1,47 milhão de automóveis, comerciais leves (picapes e furgões), caminhões e ônibus de janeiro a junho, contra 1,43 milhão no primeiro semestre de 2018.
No comparativo entre junho deste ano com o mesmo mês do ano passado, a produção diminuiu 9%, saindo de 256,3 mil unidades em 2018 para 233,1 mil em 2019. Junho teve 3 dias úteis a menos em relação a 2018.
“A média diária de vendas de carros em junho foi a melhor para o mês desde 2015”, diz o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes.
Já em relação a maio, a queda é 15,5%, quando foram produzidos 275,7 mil automóveis no mês.
Exportações em queda
As exportações do setor caíram 41,5% na comparação com os primeiros seis meses de 2018. Foram 221,8 mil unidades vendidas para o exterior neste ano contra 379 mil veículos no ano passado.
Em receita, os embarques de veículos somaram US$5,01 bilhões, queda de 39,7% ante 2018, quando o faturamento foi de US$ 8,32 bilhões.
A maior queda foi registrada no segmento de caminhões: baixa de 58,6% no comparativo anual.
Produção por segmento
A produção de ônibus caiu 6,2% na comparação com os seis primeiros meses de 2018, saindo de 14,9 mil unidades produzidas para 14 mil.
Nos outros segmentos houve crescimento, com avanço de 2,5% nos automóveis e comerciais leves, produzindo 1,40 milhão de veículos contra 1,36 milhão do ano passado.
No caminhões, o crescimento foi de 11,8%, chegando a 55,4 mil unidades ante 49,5 mil veículos produzidos no primeiro semestre de 2018.