Previsão orçamentária das universidades federais da Zona da Mata e Vertentes é menor em 2020


Verba será utilizada para manutenção e pagamentos dos servidores das instituições de ensino. Campus Santo Antônio em São João del Rei da Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ)
UFSJ/Divulgação
A previsão orçamentária das universidades federais da Zona da Mata e Campos das Vertentes é menor em 2020, em relação ao ano passado. Veja abaixo os valores.
O G1 entrou em contato com o Ministério da Educação (MEC) e com as universidades federais de Viçosa (UFV), de Juiz de Fora (UFJF) e de São João del Rei (UFSJ) para mais informações.
Na UFJF e na UFSJ, foram registradas divergências entre os valores comunicados pelas universidades e o MEC. Na maioria das instituições de ensino, a verba será utilizada para manutenção e pagamentos dos servidores.
UFV
Campus da Universidade Federal de Viçosa
UFV/Divulgação
De acordo com a UFV e o MEC, a previsão orçamentária para 2020 na universidade, é de R$ 817.643.658. Em 2019, o valor foi de R$ 916.086.098. A redução no comparativo entre os dois anos foi de 10,75%. Confira abaixo os outros valores.
Conforme a Pró-Reitoria de Planejamento e Orçamento da UFV, a verba deste ano será utilizada para o pagamento de funcionários, manutenção de programas de pesquisa e extensão, além de investimentos na estrutura dos campi para atender melhor os projetos do local.
Previsão orçamentária da UFV entre 2020 a 2018
No dia 26 de outubro do ano passado, o MEC liberou R$ 5 milhões para a UFV após uma chuva destruir laboratórios no campus sede da instituição.
MEC libera R$ 5 milhões para UFV após chuva destruir parte do campus e laboratórios
Graduações
A UFV oferece cursos de graduação em três campi. São eles: Viçosa, Florestal e Rio Paranaíba.
Os cursos são divididos nas modalidades de Bacharelado, Licenciatura e Superior de Tecnologia, em áreas como: Ciências Agrárias; Ciências Biológicas e da Saúde; Ciências Exatas e Tecnológicas; Ciências Humanas; Letras e Artes.
UFJF
Universidade Federal de Juiz de Fora
Rafael Antunes/G1
Em nota, a Universidade Federal de Juiz de Fora informou que o valor esperado para 2020 é de R$ 909.970.080. Já o Ministério da Educação comunicou a quantia de R$ 901.479.853 para este ano na instituição.
Em 2019, segundo os valores da UFJF e do MEC, o orçamento foi de R$ 966.700.266. Apesar da divergências nos valores, a quantia deste ano é inferior a do ano passado. Confira abaixo os outros valores.
O orçamento será utilizado para manutenção, pagamento de pessoal ativo e inativo, pagamento de benefícios, infraestrutura, pagamento de terceirizados e pagamento de bolsas.
Previsão orçamentária da UFJF entre 2020 a 2018
Graduações
A UFJF oferece em torno de 4.600 vagas anuais para 93 cursos presenciais e a distância nos dois campi, em Juiz de Fora e Governador Valadares. São ofertadas modalidades de Bacharelado e Licenciatura, em período integral ou noturno, em todas as grandes áreas de conhecimento.
UFSJ
Campus Tancredo Neves é uma das três unidades em São João del Rei da UFSJ
UFSJ/Divulgação
Segundo o MEC, o valor previsto para a UFSJ em 2020 é de R$ 308.128.046. Ao G1, a universidade informou que a quantia é de R$ 344.173.658.
No ano passado, o valor foi de R$ 359.539.000. A quantia de 2020 é inferior a de 2019. Confira abaixo os outros valores. A instituição não informou como o dinheiro será investido.
A reportagem pediu o valor por campi, entretanto a UFSJ comunicou que somente repassa o orçamento total. A universidade possui seis. Veja eles:
Campus Santo Antônio: em São João del Rei
Campus Dom Bosco: em São João del Rei
Campus Tancredo Neves: em São João del Rei
Campus Centro Oeste “Dona Lindu”: em Divinópolis
Campus Alto Paraopeba: em Congonhas/Ouro Branco
Campus Sete Lagoas: em Sete Lagoas
Previsão orçamentária da UFSJ entre 2020 a 2018
Graduações
A UFSJ foi instalada em 21 de abril de 1987 como Fundação de Ensino Superior de São João del Rei (FUNREI). No ano de 2002 foi transformada em Universidade. A instituição tem cursos de Bacharelado e Licenciatura em várias áreas.
Desbloqueio de verbas
Em abril, o MEC anunciou o bloqueio de 30% das despesas das universidades federais do Brasil. A medida, que representava aproximadamente 3,5% do orçamento total, significava R$ 2,4 bilhões em valores absolutos.
No dia 30 de setembro do ano passado, o G1 mostrou que as instituições federais da Zona da Mata e Vertentes receberam mais de R$ 50 milhões de recursos que estavam bloqueados pelo Ministério da Educação.
Veja abaixo abaixo os valores liberados para cada instituição da região:
Universidade Federal de Juiz de Fora: R$ 14.013.064
Fundação Universidade Federal de Viçosa: R$ 13.456.579
Universidade Federal de São João del Rei: R$ 8.368.009
Em outubro, mais uma parte do valor foi liberado pelo Governo.