Preços do petróleo sobem com restrições de oferta na Opep e conflitos na Líbia


Barril do tipo Brent subia 0,79%, a US$ 71,39 por barril, às 11h20. Campo de petróleo em Vaudoy-en-Brie, na França
Christian Hartmann/Reuters
Os preços do petróleo subiam nesta sexta-feira (12), com cortes na oferta da Venezuela e do Irã, além de conflitos na Líbia, sustentando a percepção de um mercado mais apertado, já apoiado por um acordo de redução de produção da Opep e seus aliados.
O petróleo Brent subia 0,56 dólar, ou 0,79%, a US$ 71,39 por barril, às 11h20 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava 0,51 dólar, ou 0,8%, a US$ 64,09 por barril.
“Para continuar com impulso na próxima semana, o WTI precisa fechar hoje acima de US$ 64 o barril e de preferência quebrar a resistência de US$ 65 o barril. O volume (de negócios) tem sido muito forte durante toda a semana”, disse Olivier Jakob, da Petromatrix.
Os mercados de petróleo subiram por mais de um terço este ano por cortes de abastecimento liderados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo, sanções dos EUA sobre Irã e Venezuela, além de crescente conflito na Líbia, integrante do cartel.
“Vemos os preços do Brent e WTI em média de US$ 75 por barril e US$ 67 por barril, respectivamente, até o final deste ano, mas o risco está assimetricamente inclinado para cima”, disse a RBC Capital Markets em nota.