Preço do peixe varia até 181,79% em Campo Grande, aponta pesquisa do Procon/MS


Maior variação ocorreu no valor do pacote de sardinha espalmada; levantamento foi feito em 15 estabelecimentos, entre supermercados, hipermercados, atacarejos e peixarias.
Com grande variação de preços, Procon/MS orienta consumidor a pesquisar antes de comprar o pescado para a Semana Santa
Reprodução/TV Morena
O preço do pescado tem uma variação de até 181,79% em Campo Grande. É o que aponta pesquisa divulgada nesta terça-feira (16) pelo Procon/MS. O levantamento registrou a variação de 59 produtos e foi feito entre os dias 1º e 10 de abril, em 15 estabelecimentos, entre supermercados, hipermercados, atacarejos e peixarias.
O item que registrou a maior variação de preços foi o pacote de 800 gramas de sardinha espalmada. No local mais barato, o produto foi encontrado a R$ 7,80 e no mais caro a R$ 21,98. Com a diferença de preços, R$ 14,18, o consumidor poderia adquirir quase dois pacotes a mais do pescado no estabelecimento que oferece o menor valor. Para conferir a íntegra da pesquisa clique aqui!
O Procon/MS fez ainda a comparação dos preços de 27 itens, avaliando os valores do pescado para a Semana Santa de 2019 e de 2018. O levantamento apontou que 59,25% dos itens tiveram aumento médio de preço, sendo o maior de 45,35%, no quilo do tambaqui de cativeiro, com víscera, que subiu de R$ 9,90 para R$ 14,39.
Em contrapartida, os outros 40,75% dos itens sofreram redução de preços. A mais expressiva foi do bacalhau mohua, 25,28%. O quilo caiu de R$ 100,25 para R$ 74,91.
Em razão da variação de preços entre os diversos estabelecimentos pesquisados, o Procon/MS reforça a orientação de que o consumidor pesquise antes de fazer sua compra.