Portugal despacha a Polônia e alivia (um pouco) a “Squadra Azzurra”

André Silva: na ausência do CR7, o "Bam Bam" de Portugal

André Silva: na ausência do CR7, o “Bam Bam” de Portugal
UEFA

Principiou nesta quinta-feira, 11 de Outubro, no Stadion Slaski de Chorzov, 55.211 lugares, com o duelo Polônia X Portugal, mais uma leva de cotejos da Nations League, uma inédita competição entre seleções que a UEFA, a entidade que organiza o Futebol na Europa, criou para mobilizar as suas 55 afiliadas, as suas respectivas torcidas e, principalmente, os donos das verbas de patrocínio. A competição aproveita as chamadas “Datas FIFA” com pelejas verdadeiramente oficiais e não apenas aquelas do estilo caça-níqueis, sem um valor de fato comparativo.

O Slaski de Chorzov, na Polônia

O Slaski de Chorzov, na Polônia
PZPN

As equipes das “Águias Brancas” e das “Cinco Quinas” fazem parte do Grupo C da NL, o mesmo da “Azzurra” da Itália. Nas rodadas anteriores, realizadas em Setembro, a Polônia arrancou um empate de 1 X 1 à Itália, mesmo em viagem a Bolonha. E, em Lisboa, Portugal suplantou a “Azzurra” por 1 X 0. Como, neste próximo dia 14, as “Águias Brancas” hospedarão a Itália, também em casa, no Slaski, podia-se dizer que o confronto de hoje serviria como um trampolim para a Polônia praticamente atingir um patamar bastante tranquilo na liderança do terceto. Ou para Portugal, talvez, consolidar a sua qualificação.

Piatek, a ilusão do 1 X 0

Piatek, a ilusão do 1 X 0
PZPN

Cânticos racistas, em porfias anteriores, impediram que os fãs das “Águias” preenchessem o Slaski. Não faltou, porém, o estímulo ao elenco do treinador Jerzy Brzeczek na partida em que seu capitão Lewandowski completava a sua aparição de número 100. E a Polônia inaugurou o placar aos 18’, um escanteio preciosamente levantado por Kurzawa na testa de Krzystof Piatek, avante do Genoa da Bota e o principal artilheiro do Calcio na temporada, 13 tentos em 9 pugnas. Só que, do outro lado, os pupilos de Fernando Santos nas “Cinco Quinas” não se abalaram.
 

Rubens Neves, o melhor das "Cinco Quinas"

Rubens Neves, o melhor das “Cinco Quinas”
UEFA

Aos 32’, numa investida de Rubens Neves pela direita, o cruzamento caiu exatamente na trivela de André Silva, o “Bam Bam”, artilheiro do Sevilha da Espanha, 1 X 1. E, aos 43’, numa exibição primorosa, Rubens Neves alçou a pelota em profundidade, lançamento de 50 metros, para a corrida de Rafa. O zagueiro Gilk tentou interferir mas a bola terminou na sua própria meta, Portugal 2 X 1. Pior, para as “Águias”, aos 52’ o meia Bernardo Silva arriscou de fora da área e o arqueiro Fabianski aceitou, 3 X 1.

Lewandowski, na centésima partida, a quase eliminação

Lewandowski, na centésima partida, a quase eliminação
PZPN

Uma distração, tolice ginasiana de Mário Rui, aos 77’, comprometeu a tranquilidade das “Cinco Quinas”. Numa penetração da Polônia pelo seu flanco destro, a bola saiu pela linha lateral mas a arbitragem não viu. E aconteceu um cruzamento a meia-altura que, no flanco esquerdo, o atento Kuba Błaszczykowski, capturou de voleio, 2 X 3. Tarde demais. Portugal garantiria o seu sucesso e outros três pontos no seu tesouro. A Itália, que parecia fadada à queda para a Série B, ganhou um átimo de sobrevivência.

Cristiano Ronaldo, e o drama continua aceso

Cristiano Ronaldo, e o drama continua aceso
Site Juventus

Cristiano Ronaldo, novamente, recusou uma convocação de Fernando Santos. De todo modo, se manteve como um protagonista crucial nos debates de bastidores no Slaski. Claro, em função das acusações de Kathryn Mayorga, um suposto estupro ocorrido em Las Vegas, 2009. Agora sob os cuidados de um penalista da cidade dos cassinos, Peter Christiansen, a defesa do CR7 argumenta que o atleta da Juventus de Turim apenas teria topado um acordo com a garota, o pagamento de cerca de R$ 1,5mi para que ela se calasse, pressionado pelo seu então clube, o Real Madrid. Em nota oficial, o esquadrão “Merengue” desmentiu. Em outro ponto da sua defesa, Christiansen prega que o “Der Spiegel”, o semanário germânico que divulgou o caso, se baseou em documentos digitais falcatruados por hackers. A confusão, obviamente, ainda permanecerá bem acesa.

Classificação do Grupo C
POR – (2j) 6pg, 4gp X 2gc
POL – (2j) 1pg, 2gp X 3gc
ITA – (2j) 1pg, 1gp X 2gc

Cotejos restantes:

14/10
Polônia X Itália
Stadion Slaski, Chorzov, 55.211 lugares

Não existe outra alternativa para uma das piores gerações da “Azzurra” desde o seu título mundial de 2006. Então, se tratará de vencer ou de se humilhar na queda à Série B.
17/11 Itália X Portugal
20/11 Portugal X Polônia

Alexsandr Ceferion, o presidente da UEFA, e a taça da CL

Alexsandr Ceferion, o presidente da UEFA, e a taça da CL
UEFA

Série B? Sim. A NL se fundamente num conceito ainda inusitado no Futebol do Mundo. Com base no ranking antigo, aquele fechado logo após a fase de grupos das recentes eliminatórias da Europa à Copa da Rússia/2018, a UEFA separou as 55 afiliadas em quatro divisões. Na A, claro, obviamente a das melhores, doze seleções. Na B, mais doze. Na C, outras quinze. E, na D, as restantes dezesseis. Em cada grupo das divisões se definiram jogos de ida e de volta, a se travarem até 20 de Novembro. Os quatro vencedores de cada grupo, em cada Série, então se digladiarão, entre 5 e 9 de Junho de 2019, para a decisão do respectivo campeão e, da D até a B, ainda merecerão o acesso à categoria logo acima. Os quatro últimos de cada grupo, em cada Série, da A até a C, serão rebaixados. Eis a programação completa das outras três chaves da Série

França

França
UEFA

GRUPO A
Alemanha, França, Holanda
Classificação

FRA – (2j) 4pg, 2gp X 1gc
ALE – (1j) 1pg, 0gp X 0gc
HOL – (1j) 0pg, 1gp X 2gc

13/10
Holanda X Alemanha

Johan Cruyff Stadion, Amsterdam, 54.990 lugares
Reedição de um grande clássico do Século XX, em que a vitória é uma obrigação crucial. Um empate, somado a um sucesso eventual dos gauleses, sobre os tedescos, no dia 16, garantirá o passaporte dos campeões do mundo.

16/10
França X Alemanha
Stade de Saint-Denis, Paris, 80.698 lugares

Na ida, mesmo em Munique, a França várias vezes acuou a Alemanha, que agradeceu ao resgatado arqueiro Neuer, por não conceder o tento que significaria o seu fim.

Cotejos restantes
16/11 Holanda X França
19/11 Alemanha X Holanda

Suíça

Suíça
UEFA

GRUPO B
Bélgica, Islândia, Suíça
Classificação

SUI – (1j) 3pg, 6gp X 0gc
BEL – (1j) 3pg, 3gp X 0gc
ISL – (2j) 0pg, 0gp X 9gc

12/10
Bélgica X Suíça
Stade Roi Baudoiun, Bruxelas, 50.093 lugares

Na jornada inicial, além de pegar a Islândia em viagem e num estádio praticamente de clube amador, a Bélgica desperdiçou oportunidades suficientes para se igualar ao saldo de tentos que a Suíça obteve dentro da sua casa.

15/10
Islândia X Suíça
Laugardasvoellur, Reykjavyk, 15.000 lugares

Por mais simpatia que a Islândia suscite, será impossível, ao menos nesta competição, que reedite a performance que a levou, ineditamente, à recente Copa da Rússia.

Cotejos restantes
15/11 Bélgica X Islândia
18/11 Suíça X Bélgica

Espanha

Espanha
UEFA

Grupo D
Croácia, Espanha, Inglaterra
Classificação

ESP – (2j) 6pg, 8gp X 1gc
ING – (1j) 0pg, 1gp X 2gc
CRO – (1j) 0pg, 0gp X 6gc

12/10
Croácia X Inglaterra
Stadion Rujevica, Rijeka, 8.729 lugares

Ainda de ressaca depois do seu histórico vice na Copa da Rússia, no seu retorno aos gramados a equipe de Luka Modric, escolhido como o craque do ano no universo do Futebol, Elche, Espanha, sofreu um surra de antologia, 0 X 6. Corre atrás do resgate do prejuízo dentro de casa e diante dos ingleses que caíram por 1 X 2 em Wembley.

15/10 Espanha X Inglaterra
Stádio Benito Villamarín, Sevilha, 60.720

Enorme a possibilidade de a “Fúria”, hoje sob o treinador Luís Enrique, ex-craque do Barcelona, antecipar a sua passagem à fase definitiva da competição. A Inglaterra, ao menos, ainda terá a chance de competir, no dia 18 de Novembro, pela sobrevivência na divisão de cima.

Cotejos restantes:
15/11 Croácia X Espanha
18/11 Inglaterra X Croácia


Gostou? Clique em “Compartilhar”, em “Tweetar”, ou deixe a sua opinião em “Comentários”. Muito obrigado. E um grande abraço!