Policial Militar morre durante Curso de Policiamento Ambiental

Alunos do 3º Curso de Policiamento Ambiental

Alunos do 3º Curso de Policiamento Ambiental
Reprodução/Redes sociais

O segundo sargento da Polícia Militar Flávio Henrique da Silva, de 42 anos, morreu nesta quarta-feira (13), durante uma travessia aquática do curso de Policiamento Ambiental do CPAM (Comando de Polícia Ambiental), na represa de Ribeirão das Lajes, em Piraí, região sul do Estado. O militar era lotado na UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Fazendinha, em Inhaúma, zona norte do Rio de Janeiro.

Flávio passou mal enquanto nadava e foi socorrido pela equipe de paramédicos que acompanhava a instrução, mas não resistiu. O corpo do militar foi encaminhado para perícia no IML (Instituto Médico Legal) de Volta Redonda, também no sul fluminense. A causa da morte ainda não foi divulgada, mas a suspeita é que ele tenha se afogado. 

Esta é a terceira edição do CPA (Curso de Policiamento Ambiental), que tem duração de três meses. A turma começou as atividades no último dia 5 de junho. Segundo o CPAM, os 21 alunos em formação aprendem “sobre legislação ambiental, particularidades, procedimentos e técnicas de policiamento ambiental, dentre outros assuntos de extrema importância”.

Pelas redes sociais, amigos e colegas lamentaram a morte de Flávio:

Sargento morreu durante travessia aquática

Sargento morreu durante travessia aquática

Reprodução/Redes sociais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Corregedoria da Polícia Militar está à frente das investigações.

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa
 

Powered by WPeMatico