Policial civil atira para cima, dá tapa e chuta menor durante briga generalizada entre estudantes em Boa Vista 

Vídeo publicado nas redes sociais mostra policial rendendo um dos envolvidos. Desentendimento entre estudantes teria sido motivo da confusão. Com arma de fogo na mão, policial civil encerra briga de estudantes em Boa Vista
Um policial civil atirou para encerrar uma briga generalizada entre estudantes na Escola Estadual Gonçalves Dias, no bairro Canarinho, zona Norte de Boa Vista, nessa quinta-feira (22). A confusão foi filmada e publicada nas redes sociais.
Nas imagens dezenas de alunos são vistos correndo e gritando do lado de fora da escola. Em um certo momento, é possível ver vários estudantes se agredindo. Durante a briga, alguns chegam a entrar em uma lanchonete.
Em meio à desordem, um estampido pode ser ouvido e parte dos estudantes se dispersam . Em seguida, aparece o policial civil, que não foi identificado, com uma arma de fogo na mão. Ele está vestido com uma camisa azul e usa um distintivo.
Na abordagem, o policial sinaliza para o chão, dá um tapa e um chute no rapaz que está sem uniforme, e ele deita no chão com as mãos na cabeça.
“Pro chão, pro chão (sic)”, grita o policial com a arma apontada para baixo no momento em que rende o garoto.
Questionada sobre o procedimento do agente que aprece nas imagens, a Polícia Civil informou que “o policial civil tem o poder discricionário de atuar conforme a necessidade de cada situação”, acrescentando que não houve comunicação em desfavor à conduta policial. (Leia a íntegra da nota abaixo)
Uma testemunha da confusão disse que o policial atirou para cima com o intuito de chamar a atenção dos estudantes.
A confusão, segundo a Polícia Civil, ocorreu após o horário das aulas, por volta do meio-dia. Três envolvidos no caso foram levados à Delegacia de Defesa da Infância e Juventude. Logo depois outro adolescente se apresentou na unidade.
Eles relataram que o motivo da briga teria sido a namorada de um dos garotos. Um boletim de ocorrência circunstanciado foi registrado e, após pronunciamento na delegacia, os adolescentes foram entregues aos pais ou responsáveis e liberados.
A Secretaria Estadual de Educação e Desporto (Seed) informou que “o agressor não é aluno da unidade de ensino”.
A gestão da escola, ainda segundo a Educação, ao tomar conhecimento do fato encaminhou o aluno vítima da agressão para receber atendimento no setor de Psicossocial.
Nota da Polícia Civil de Roraima
“A PCRR (Polícia Civil de Roraima) informa que vários adolescentes foram flagrados em uma briga generalizada na tarde desta quinta-feira, 22, nas proximidades da Escola Estadual Gonçalves Dias. Três envolvidos no caso foram levados a DDIJ (Delegacia de Defesa da Infância e Juventude), e logo depois outro adolescente se apresentou no local. Na DDIJ, os quatro envolvidos foram ouvidos e relataram que o motivo da briga teria sido a namorada de um deles.
Foi registrado um BOC (Boletim de Ocorrência Circunstanciado) e os adolescentes foram entregues aos pais ou responsáveis e liberados em seguida.
Em relação à conduta do profissional, a Polícia Civil considera que o policial civil tem o poder discricionário de atuar conforme a necessidade de cada situação. Informa que durante o registro do BOC não houve comunicação em desfavor à conduta policial.”

Powered by WPeMatico