Polícia Federal vai substituir superintendente que pediu ao STF investigação sobre Ricardo Salles

A Polícia Federal vai tirar do cargo o superintendente da corporação no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva. Ele foi o responsável por, na quarta-feira (14), apresentar uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, no Supremo Tribunal Federal (STF).
Para o lugar de Saraiva no comando no Amazonas, a PF deve nomear o delegado Leandro Almada.
Na notícia-crime, que tem como alvo também o senador Telmário Mota (Pros-RR), Saraiva afirma que o ministro e o senador tiveram uma parceria com o setor madeireiro “no intento de causar obstáculos à investigação de crimes ambientais e de buscar patrocínio de interesses privados e ilegítimos perante a Administração Pública.”
A notícia-crime é um instrumento usado para alertar uma autoridade — a polícia ou o Ministério Público — da ocorrência de um ilícito. O STF deverá decidir se abre a investigação contra Salles e Mota ou se arquiva.