Polícia Civil e prefeitura removem guaritas de vigilância na zona sul de Bauru


Ação retirou 12 estruturas metálicas instaladas em vias públicas da região, o que é considerado ilegal pela prefeitura. Polícia investiga crimes cometidos pelo dono dos pontos. Caminhões foram usados para “guinchar” as cabines de metal que estavam na zona sul de Bauru
Arquivo pessoal
A Polícia Civil de Bauru (SP) removeu nesta sexta-feira (10) um total de 12 guaritas de vigilância que estavam instaladas em ruas da zona sul da cidade.
A ação, realizada em conjunto com a prefeitura, cumpriu mandados de busca e de apreensão determinados pela Justiça.
As guaritas, feitas de estrutura metálica, estavam instaladas em vias públicas, o que segundo a Secretaria de Planejamento (Seplan) não é permitido.
Segundo a Polícia Civil, as guaritas pertencem a um vigia autônomo que estava com o credenciamento vencido desde fevereiro.
Denúncias contra o vigia davam conta de que ele estaria forçando os moradores a pagarem pelo serviço de vigilância.
Polícia Civil e prefeitura removem guaritas de vigilância na zona sul de Bauru
Além disso, havia um boletim de ocorrência registrado contra o vigia por agressão a um colega de profissão.
O delegado seccional de Bauru, Ricardo Martines, explica que o vigia está sendo investigado por supostamente cometer crimes com o objetivo de expandir sua área de atuação.
Entre os crimes, segundo Martines, estariam os de lesão corporal e ameaça, praticados contra outros vigias que atuam na região.
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília.