Polícia Civil diz que autoria de disparos que mataram criança de um ano por engano em Juiz de Fora foi confirmada


Delegado responsável pelo caso apresentou materiais apreendidos na casa de suspeito. Outro envolvido foi identificado, mas ainda é procurado. Materiais apreendidos em Juiz de Fora
Fellype Alberto/G1
A Polícia Civil apresentou nesta quarta-feira (16) alguns materiais que foram apreendidos durante diligências realizadas no Bairro Santa Cândida, em Juiz de Fora.
Os policiais encontraram na casa de um jovem de 21 anos, que está preso, objetos que comprovam a autoria, segundo a Polícia Civil, no caso que resultou na morte de uma criança de um ano no último domingo (13).
“A roupa que ele vestia no momento do crime foi encontrada e a comprovação foi feita através do depoimento de testemunhas. Além disso, foram encontrados rádios comunicadores utilizados por ele para a prática de diversos outros crimes”, revelou o delegado Rodrigo Rolli.
De acordo com Rolli, os materiais encontrados serviram para comprovar as informações que já tinham sido repassadas à polícia durante os depoimentos das testemunhas. Ele acrescentou que o jovem foi reconhecido formalmente e inserido no inquérito como autor dos disparos que mataram a criança.
O delegado apresentou também algumas das cápsulas deflagradas da arma 9 milímetros utilizada pelos suspeitos no dia do crime, quando eles perseguiram a vítima atirando por diversas vezes. Rolli revelou que o atirador chegou a recarregar a arma enquanto tentava matar o jovem de 24 anos.
Delegado e investigador deram detalhes sobre o crime
Fellype Alberto/G1
O rapaz que era alvo dos disparos fugiu até um beco e se escondeu atrás de uma jovem, de 21 anos, que estava com o filho no colo. Os suspeitos atingiram de forma fatal a criança e feriram a mãe no braço e o jovem no pé.
A mãe foi medicada no hospital, mas não quis realizar os demais procedimentos médicos e foi embora com familiares ainda no dia do crime. O jovem permaneceu internado e recebeu alta médica na manhã desta quarta-feira (16).
Segundo suspeito identificado
A Polícia Civil divulgou na segunda-feira (14) que havia identificado o segundo suspeito de envolvimento no crime que resultou na morte da criança em Juiz de Fora.
A informação foi confirmada nesta quarta, no entanto, não foram fornecidos mais detalhes sobre a identidade do suspeito, para que não ocorra prejuízo no trabalho de rastreamento.
O inquérito tem previsão de ser concluído até a próxima sexta-feira (18) e encaminhado à Justiça.

Powered by WPeMatico