Polícia apreende armas de suspeitos de atacar ônibus em Fortaleza


Polícia encontrou dois rifles em matagal utilizado como rota de fuga pelos criminosos, que seguem foragidos. Polícia apreende armas com suspeitos de atacar ônibus em Fortaleza
PMCE/Divulgação
A Polícia Militar apreendeu dois rifles com um bando suspeito de ataques incendiários a ônibus em Fortaleza. As armas foram apreendidas em um matagal utilizado como rota de fuga dos criminosos, que seguem foragidos.
Desde o fim de semana, Fortaleza e cidades do interior do Ceará registram uma série de ataques a prédios e transportes públicos. Três pessoas morreram em troca de tiro com policiais na Secretaria da Justiça, onde os policiais já esperavam o ataque de criminosos. Outras seis pessoas foram presas.
A principal hipótese é de que os criminosos tenham ordenado os ataques em represália à proposta de instalar bloqueadores de celular nos presídios do Ceará.
Como reação aos ataques, o governador do Ceará, Camilo Santana, determinou o pagamento de hora extra a policiais que estariam de folga para reforçar o policiamento no estado.
Sequência de ataques
O ataque mais recente ocorreu na noite desta segunda-feira (26), em Fortaleza, no Bairro Álvaro Weyne. Na manhã desta terça-feira (27), foi possível ver os estragos causados pelo incêndio. O asfalto derreteu no local onde o veículo foi queimado. As chamas também atingiram o muro de algumas casas próximas ao local do crime.
Foi o 13º ônibus atacado no estado em uma série de ações criminosas ocorrida desde o último sábado (24). Seis deles ficaram completamente destruídos. Além disso, suspeitos também atacaram prédios públicos e torres de telefonia. Seis homens foram presos.

Powered by WPeMatico