Poeta polonês Adam Zagajewski morre aos 75 anos


Zagajewski era um dos autores contemporâneos mais famosos da Polônia e ficou conhecido pelo trabalho focado nos ataques de 11 de setembro. Poeta polonês Adam Zagajewski
Ludovic Marin/AFP
O poeta polonês Adam Zagajewski, conhecido por seu trabalho focado nos ataques de 11 de setembro de 2001, morreu neste domingo (21) na Cracóvia aos 75 anos, noticiou a mídia polonesa, que citou seu editor.
Nascido em 1945 em Lviv (atual Ucrânia), Adam Zagajewski foi um dos autores contemporâneos mais famosos da Polônia. Foi citado várias vezes como um possível Prêmio Nobel de Literatura.
Ele vivia entre a Polônia e os Estados Unidos, onde foi professor de Literatura da Universidade de Chicago. Era conhecido como o “poeta do 11 de setembro”.
Zagajewski ganhou esse apelido quando a revista The New Yorker escolheu um de seus poemas – “Try to Praise the Mutilated World” – para a última página de seu especial sobre os ataques aos Estados Unidos em 2001.
Ele foi um membro de destaque do movimento literário da Nova Onda polonesa, inspirado pela repressão brutal de uma onda de manifestações estudantis na Polônia em março de 1968 pelo regime comunista.
Estabeleceu-se em Paris em 1982, logo depois que o último líder comunista polonês, o general Jaruzelski, tentou reprimir o Solidarnsoc, o primeiro sindicato livre do bloco soviético.
Ao retornar à Cracóvia em 2002, o poeta ganhou vários prêmios e honrarias, como o Prêmio Princesa de Astúrias de Literatura 2017.
VÍDEOS: Personalidades que morreram em 2021