Peugeot lança novo 208 Brasil com preços a partir de R$ 75 mil


Nova geração do compacto será equipado com motor 1.6 flex e câmbio automático. Versão elétrica de apelo esportivo chega em seguida. Peugeot 208
Guilherme Fontana/G1
A Peugeot apresentou nesta terça-feira (8) a nova geração do 208 ao Brasil. Depois de um atraso de quatro meses causado pela pandemia do coronavírus, o compacto enfim chega às lojas brasileiras.
O modelo será vendido no país, ao menos inicialmente, em duas configurações mecânicas e cinco versões diferentes. Veja todos os preços:
Active 1.6 — R$ 74.990
Active Pack 1.6 — R$ 82.490
Allure 1.6 — R$ 89.490
Griffe 1.6 — R$ 94.990
e-GT elétrico — preço não divulgado
Peugeot 208 Griffe
Divulgação/Peugeot
As principais versões, importadas da Argentina, utilizam o mesmo motor 1.6 flex da geração anterior, com até 118 cavalos de potência e 15,5 kgfm de torque, sempre com câmbio automático de 6 marchas.
Já a topo de linha e esportiva e-GT vem ao Brasil diretamente da Eslováquia com motorização 100% elétrica. São 136 cv de potência e 26,5 kgfm de torque, que garantem uma aceleração de 0 a 100 km/h, segundo a Peugeot, em 8,1 segundos.
Por enquanto está descartada a produção de qualquer versão do novo 208 no Brasil. Na Argentina, o modelo terá uma configuração com motor 1.2 turbo a partir de 2021, importada da Europa. Ainda não se sabe se os planos são os mesmos para o mercado brasileiro.
Interior do 208 que vem da argentina tem poucas diferenças em relação ao modelo europeu
Divulgação/Peugeot
Apesar das diferentes nacionalidades, a aparência do hatch é idêntica ao do europeu. Na dianteira, todas as versões serão marcadas pela barra de LEDs no para-choque, enquanto a traseira tem as lanternas interligadas por uma faixa preta.
Só a versão elétrica tem iluminação em LED nas lanternas, assim como os arcos de rodas pintados de preto brilhante.
Antes e depois da dianteira do Peugeot 208
Divulgação / Arte: G1
Antes e depois da traseira do Peugeot 208
Divulgação / Arte: G1
Versões
Active — rodas de liga leve de 16 polegadas, luzes diurnas em LED, ar-condicionado, volante revestido de couro ecológico, direção elétrica, vidros e travas elétricas, faróis com lâmpadas halógenas, retrovisores e aerofólio na cor da carroceria, central multimídia com Android Auto e Apple Carplay e 4 airbags.
Active Pack — além dos equipamentos anteriores, a versão adiciona teto solar panorâmico, ar-condicionado digital e câmera de ré.
Azul Quasar é uma das opções de cores para a carroceria do 208 com motor 1.6
Divulgação/Peugeot
Allure — equipamentos anteriores, mais bancos de couro, rodas com acabamento diamantado, chave presencial com partida do motor por botão, volante de couro, revestimento emborrachado no painel, carregamento sem fio para smartphones e quadro de instrumentos 3D.
Griffe — equipamentos anteriores, mais faróis automáticos, sensor de chuva, sensores de estacionamento traseiros, 6 airbags, faróis full LED, acabamento black piano no interior, câmera de ré com visão 180°, alerta de colisão, frenagem automática, alerta e correção de mudança involuntária de faixa, farol alto automático, detector de fadiga e reconhecimento de placas de velocidade.
A configuração Griffe terá como exclusividade os bancos com revestimento de Alcantara, material presente em modelos de categorias premium. A oferta, porém, será limitada. Segundo a Peugeot, acabamento deverá equipar os modelos dos 3 ou 4 primeiros meses de vendas no país.
Faróis das versões Griffe e e-GT são ful LED
Divulgação
e-GT — a versão elétrica inclui todos os itens anteriores, mais lanternas de LED, freio de estacionamento eletrônico, bancos com revestimento exclusivo, iluminação ambiente, parte superior do painel em material emborrachado, rodas de 17 polegadas e seletor de modos de condução.
Para as versões com motor 1.6, a Peugeot disponibiliza cinco opções diferentes de cores: branco Banquise (sólido), preto Perla Nera, cinza Aluminium, branco Nacré (perolizado) e azul Quasar. A marca ainda não divulgou todas as opções do elétrico, mas revelou que a versão terá a opção amarelo Faro.
Versão esportiva agora é 100% elétrica
Guilherme Fontana/G1
Dimensões
A nova geração do 208 cresceu em relação à anterior. Com 4,06 metros de comprimento e 1,74 m de largura, o modelo está quase 10 centímetros maior e 5 cm mais largo. O entre-eixos de 2,54 m permaneceu o mesmo. Agora com 1,45 metro de altura, ele está 2 cm mais baixo.
As dimensões são semelhantes às do líder da categoria (e do mercado), Chevrolet Onix, que tem 4,16 metros de comprimento, 1,73 m de largura, 1,47 m de altura e 2,55 m de entre-eixos.
Porta-malas do 208 é o maior da categoria, com 311 litros
Guilherme Fontana/G1
O porta-malas promete ser o destaque do 208, que é o maior entre seus principais concorrentes: são 311 litros (contra 285 da geração anterior). O trio Argo, Polo e HB20 têm 300 litros, enquanto o Yaris tem 310.
Concorrência
O 208 pertence ao segmento mais disputado do mercado brasileiro, liderado com folga pelo Onix, que parte de R$ 56.290, seguido do HB20, que começa em R$ 49.590.
Sabendo disso, a Peugeot mira em modelos com números intermediários de vendas, como Polo e Argo, que partem de R$ 58.750 e R$ 51.290, respectivamente. Também por isso aposta em acabamento superior e bom nível de equipamentos, para compensar a falta de uma maior diversidade de motorizações.
No caso do Onix, estão disponíveis motores 1.0 aspirado e turbo. Polo e HB20 têm a mesma oferta, com motores 1.0 aspirado e turbo, além de um 1.6 aspirado. Já o Argo tem motores 1.0, 1.3 e 1.8, todos aspirados. O 208 fica apenas com o 1.6 aspirado.
VÍDEOS: veja mais sobre carros elétricos