Pesquisa revela aumento do consumo de serviços de streaming nos Estados Unidos


Jovens de 18 a 34 anos são parcela que mais busca esses serviços. Quase metade deles assina três ou mais. Thiaguinho se apresenta em festa de lançamento do Globoplay nos EUA
Globo/ Fabiano Silva
Consumidores adoram assistir à TV e a filmes em serviços de streaming e querem que as empresas da área continuem a produzir conteúdo, afirma um levantamento da empresa norte-americana de pesquisa de mercado Nielsen.
Leiam também: Globoplay chega aos EUA com séries, novelas, filmes e programas
A pesquisa indica que mesmo com o aumento do número de serviços de streaming, 93% dos entrevistados continuarão pagando pelos que possuem ou assinariam outros. Investidores de tecnologia e mídia temem que o mercado esteja ficando muito cheio para acomodar novos serviços. Mas a pesquisa da Nielsen sugere que os consumidores continuarão comprando novos produtos.
Em 2019, o público dos Estados Unidos tinha a possibilidade de escolher entre mais de 646 mil títulos diferentes entre canais de TV tradicionais e plataformas de streaming, um aumento de quase 10% em relação a 2018, de acordo com a Nielsen. Dessas obras, cerca de 9% estavam disponíveis apenas em um serviço de streaming.
O streaming é particularmente popular entre jovens adultos. Entre as pessoas de 18 a 34 anos que participaram da pesquisa da Nielsen, 96% assinam um serviço de streaming, em comparação com 91% entre os consumidores de todas as idades.
Quase um terço de todos os entrevistados e quase metade dos pesquisados com idades entre 18 e 34 anos dizem que assinam três ou mais serviços pagos.