Periquitos-de-encontro-amarelo, vítimas do tráfico de animais silvestres, ganham novo lar em Presidente Prudente


Aves foram levadas ao zoológico do Parque Ecológico da Cidade da Criança. Todas foram submetidas a cuidados da equipe do Hospital Veterinário. Espécies foram levadas ao zoológico da Cidade da Criança
Cedida
O zoológico do Parque Ecológico da Cidade da Criança, em Presidente Prudente, recebeu periquitos-de-encontro-amarelo (Brotogeris chiriri) que foram vítimas do tráfico de animais silvestres. Todos foram submetidos a cuidados da equipe do hospital veterinário. O zoológico abriga mais de 190 animais silvestres.
As aves foram retiradas do ninho ainda filhotes, a Polícia Ambiental realizou a apreensão e destinou ao zoológico, onde cresceram sob os cuidados humanos.
“É uma espécie comum em nossa região, porém os exemplares não podem voltar à natureza, já que não possuem hábitos selvagens como busca pelo alimento ou fuga de predadores. Se realizássemos a soltura, muito provavelmente, não sobreviveriam”, explicou a bióloga Isabela Alves de Lima Sakita.
Nesta semana a população poderá conhecer mais a respeito dos periquitos-de-encontro-amarelo que vivem no zoológico da Cidade da Criança. A série “Bastidores do Zoo” irá mostrar a rotina de cuidados oferecidos aos espécimes do plantel. O local está fechado temporariamente para o público por conta da pandemia do novo coronavírus.
“A série ‘Bastidores do Zoo’ tem o objetivo de promover uma visita virtual à população, como uma forma de lazer adaptado a situação atual, mas também é uma maneira de despertar a consciência das pessoas em relação ao trabalho do zoológico em manter e proteger animais que dependem de cuidados humanos por diferentes razões”, falou o coordenador do hospital veterinário Túlio Henrique do Oliveira Barcelos”.
Além de vítimas do tráfico de animais silvestres, o zoológico abriga indivíduos com sequelas de atropelamentos em rodovias, órfãos, quando os pais morrem em queimadas ou sofrem com a perda de habitat, entre outros motivos que impossibilitam a reintrodução à vida livre.
Todos os exemplares são examinados pela médica veterinária Erica Silva Pellosi, que avalia as condições de saúde de cada um e em conjunto com toda a equipe do hospital veterinário determina quais as medidas para garantir a esses animais uma segunda chance sob os cuidados humanos.
Para acompanhar o trabalho desenvolvido pela equipe do hospital veterinário acompanhe as atualizações no site e nas redes sociais oficiais da Cidade da Criança.
Espécies foram levadas ao zoológico da Cidade da Criança
Cedida
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.