PayPal pretende comprar US$ 750 milhões em ações do Mercado Livre

Investimento está atrelado a oferta pública de US$ 1 bi em ações do grupo latino-americano. Não foi informada qual será a participação da PayPal na empresa após a operação. A empresa de pagamentos PayPal se comprometeu a comprar US$ 750 milhões em ações ordinárias do Mercado Livre, informou o grupo latino-americano de comércio eletrônico na última segunda-feira (11).
O investimento está atrelado a uma oferta pública de ações ordinárias do site latino-americano de cerca de US$ 1 bilhão. A companhia não informou qual participação a PayPal terá na empresa após a conclusão das operações.
O Mercado Livre afirmou em comunicado que pretende usar os recursos para “continuar expandindo sua plataforma de comércio eletrônico, fortalecer infraestrutura de logística e investir em soluções que garantam ainda mais solidez à posição da empresa como provedora de soluções financeiras e de pagamentos”.
A oferta pública está sendo assessorada por Goldman Sachs, J.P. Morgan e Morgan Stanley.
Em 2018, as transações na plataforma de pagamento eletrônico do Mercado Livre aumentaram 70%, somando 389 milhões de operações e US$ 18 bilhões de volume total, informou a companhia.
“O comércio digital na América Latina está experimentando um enorme crescimento… ficamos impressionados com o ecossistema de comércio digital e pagamentos” do Mercado Livre, afirmou no comunicado o presidente do PayPal, Dan Schulman.
Além da PayPal, outra empresa americana, a Dragoneer Investment Group, de investimentos, se comprometeu em comprar US$ 100 milhões em ações preferenciais do Mercado Livre.
Os investimentos dependem da conclusão da oferta pública, afirmou a companhia criada na Argentina.
Mercado Livre diz ter recebido licença do Banco Central para ser instituição de pagamentos
Mercado Livre capta R$ 245 milhões para dar empréstimos a pequenos lojistas