Passaportes do Japão e de Singapura são os mais poderosos do mundo; brasileiro cai para 20º


Ranking leva em consideração o número de destinos que donos de passaportes de determinados países podem acessar sem um visto prévio. Ranking considera quais passaportes permitem a entrada em mais países sem visto prévio
Divulgação
Os passaportes do Japão e de Singapura são os mais poderosos do mundo em 2021, segundo a consultoria Henley & Partners, que faz o levantamento anualmente.
No ranking, é levado em consideração o número de destinos que donos de passaportes de determinados países podem acessar sem um visto prévio.
O documento japonês ocupa o topo do ranking global desde 2019. Já o de Singapura tinha caído para a segunda colocação em 2020. Agora, ambos possibilitam visitar 192 países sem visto prévio.
O passaporte brasileiro, que permite a entrada em 170 países sem visto prévio, caiu para a 20ª colocação – em 2020, ocupava a 18ª. No histórico da consultoria, que começa em 2006, a melhor posição foi a 16ª, em 2016.
Empatado com o Brasil está o passaporte argentino. Já o menos aceito é o passaporte do Afeganistão.
Os passaportes mais poderosos de 2021:
1. Japão, Singapura (aceito em 192 destinos sem visto prévio)
2. Alemanha, Coreia do Sul (190)
3. Finlândia, Itália, Luxemburgo e Espanha (189)
4. Áustria, Dinamarca (188)
5. França, Irlanda, Holanda, Portugal, Suíça (187)
6. Bélgica, Nova Zelândia, Suíça (186)
7. República Tcheca, Grécia, Malta, Noruega, Reino Unido, Estados Unidos (185)
8. Austrália, Canadá (184)
9. Hungria (183)
10. Lituânia, Polônia, Eslováquia (182)
Os passaportes menos aceitos em 2021:
109. Coreia do Norte (39 destinos)
110. Nepal e Palestina (37)
111. Somália (34)
112. Iêmen (33)
113. Paquistão (31)
114. Síria (29)
115. Iraque (28)
116. Afeganistão (26)