Durante perseguição, viatura da Polícia Militar cai em vala às margens da Via Expressa, em Florianópolis


Três policiais estavam no carro, um deles ficou ferido e foi encaminhado para o Hospital Governador Celso Ramos. Viatura da polícia cai em vala durante perseguição na Via Expressa, em Florianópolis
Uma viatura da Polícia Militar saiu da pista e caiu em uma vala no início da manhã desta quarta-feira (1°) na marginal da Via Expressa (BR-282), próximo à comunidade Chico Mendes, em direção ao Continente, em Florianópolis.
Segundo as primeiras informações, o carro prestava apoio durante uma perseguição em alta velocidade. O acidente ocorreu por volta das 5h30.
Três policiais estavam na viatura, um deles ficou ferido e foi encaminhado para o Hospital Governador Celso Ramos. A polícia não informou detalhes sobre a operação que desencadeou na perseguição.
O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) prestaram apoio no atendimento. Por volta das 6h20, um guincho estava no local para rebocar o carro.
Viatura da polícia saiu da pista e caiu em uma vala na Via Expressa em Florianópolis
Eveline Poncio/ NSC TV
Veja mais notícias da região no G1 SC.

Cuca dá esperança a ‘esquecidos’ na chegada ao Santos

Lance

Lance
Lance

– Vamos dar a eles a oportunidade de mostrar potencial – disse Cuca em sua apresentação pelo Santos, na última terça-feira.

A chegada do comandante ao Peixe é um novo suspiro aos ‘esquecidos’ do elenco. Contra o Cruzeiro, nesta quarta-feira, às 19h30, na Vila Belmiro, pelas quartas de final da Copa Brasil, por exemplo, o comandante convocou Guilherme Nunes para compor o elenco. O jovem de 20 anos atuou apenas três vezes nesta temporada, acumulando apenas 100 minutos em campo.

O comandante chegou ao time com a missão de tirá-lo da zona de rebaixamento. O Peixe está na 17ª colocação da tabela no Campeonato Brasileiro, com 16 pontos.

Apesar da situação, ele entende que não é momento de pedir contratações a diretoria, mas de testar o elenco, que conta com 30 jogadores, sendo que Bryan Ruiz, Carlos Sánchez e Derlis González ainda não estão regularizados pela CBF. A ideia de Cuca é testar todos e avaliá-los para, então, debater com o executivo Ricardo Gomes as necessidades.

– Vamos usar todo mundo. Vai ter um jogo ou outro de mais cansaço, propenso a machucar, e vão ter que usar todos. Pedi para o presidente e Ricardo um tempo de avaliar grupo sem dispensar ou contratar, porque às vezes me mostram que as soluções estão dentro do elenco – disse o treinador.

Cuca tem preferência por trabalhar com os mais jovens, mas afirmou que pretende utiliza os que se destacarem na atividade. Rodrygo foi titular absoluto com Jair Ventura, demitido na semana passada e deve seguir com Cuca, mas com a novidade, Yuri Alberto, Copete, Arthur Gomes, Vecchio, Cittadini, Yuri, dentre outros atletas em baixa podem ganhar novo respiro e alcançarem a titularidade.

– Santos é um celeiro, aqui brota (jovens que jogam bem) e é o melhor lugar. Eu gosto de trabalhar com jovens e fico eufórico de trabalhar com esses valores. Momento não é propício, mas vai vir (novos nomes da base). Na arrancada, teremos não só Rodrygos, mas outros com condições de titularidade. Não importa a idade, quanto ganha, se estiverem jogando bem vão ser titulares – afirmou.

Essa será a segunda passagem de Cuca pelo Alvinegro. O comandante teve um trabalho breve pelo clube em 2008.