Foragido da Justiça acaba com fratura no pé após tentar fugir da Polícia Militar pela terceira vez, em Presidente Prudente


Na semana passada, indivíduo havia escapado de uma abordagem que resultou em agressões, presos e feridos no Residencial Mediterrâneo. Durante a tentativa de fuga da polícia e resistência física, indivíduo acabou com uma fratura no pé
Polícia Militar/Cedida
A Polícia Militar capturou, na noite desta terça-feira (31), o procurado da Justiça, de 25 anos, que havia fugido durante um conflito entre agentes da corporação e indivíduos na última quarta-feira (25), no Residencial Mediterrâneo, em Presidente Prudente. Na ocasião, três homens acabaram presos por lesão corporal, favorecimento pessoal, resistência, desacato e porte de droga para consumo pessoal sem autorização.
Segundo a Polícia Militar, o procurado já havia fugido de abordagens da corporação duas vezes, sendo uma no dia 25 de julho e outra, em data anterior.
Durante patrulhamento, uma equipe da Força Tática recebeu informações de que o indivíduo, que é foragido da Penitenciária de Mirandópolis, estava escondido em um hotel localizado na Vila Tabajara.
Após contato com a recepção foi verificado que o indivíduo havia cadastrado-se com o nome do seu irmão – um dos detidos na última quarta-feira durante a confusão.
Então, os policiais seguiram até o quarto indicado, ocasião em que o indivíduo bloqueou a porta na tentativa de impedir a entrada dos militares. Foram utilizadas técnicas de arrombamento para acessar o espaço.
O homem novamente desobedeceu a ordem de se entregar e tentou fugir, oferecendo resistência física. No entanto, com técnicas de chaves de braços e pernas, o foragido foi imobilizado.
Devido à reação física, o indivíduo sofreu escoriações no nariz, ombro, costas, cotovelos e joelhos. Ao ser socorrido ao Hospital Regional, onde foram realizados exames, também foi constatada uma fratura no pé esquerdo, que foi engessado.
Após liberação médica, o indivíduo foi conduzido à Delegacia Participativa da Polícia Civil, onde permaneceu preso à disposição da Justiça.
Indivíduo sofreu escoriações nas costas ao resistir à abordagem policial
Polícia Militar/Cedida
Fuga em confusão
O foragido, de 25 anos, havia fugido de uma abordagem policial no dia 25 de julho. Na ocasião, conforme o Boletim de Ocorrência, militares realizavam patrulhamento de rotina, quando avistaram quatro pessoas caminhando pela via e decidiram abordá-las, porém, uma delas escapou e se escondeu em uma marcenaria.
Os policiais cientificaram o proprietário do imóvel sobre o fato, entraram no estabelecimento e localizaram o rapaz, que era o procurado pela Justiça, que estava escondido atrás de uma pilha de madeira.
Inicialmente, os militares deram voz de prisão ao rapaz e o detiveram, no entanto, as outras três pessoas que acompanhavam o envolvido foram à marcenaria e “começaram uma certa agitação”, conforme consta no BO.
Quando percebeu a aproximação do trio, o procurado correu em direção a eles e um dos militares tentou impedir a saída do fugitivo, mas acabou sendo impedido pelos demais envolvidos.
Conforme o registro, o militar tentou correr atrás do foragido, mas foi impedido pelo trio com empurrões. Quando conseguiu se desvencilhar, o militar não conseguiu mais alcançar o rapaz.
Perseguição a foragido da Justiça termina em agressões, presos e feridos em Presidente Prudente

Mulher é estuprada durante assalto a residência na zona norte de Ribeirão Preto

Vítima, de 38 anos, disse que foi rendida enquanto dormia e ameaçada com um revólver. Dupla fugiu levando aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos, e não foi identificada. Uma assistente administrativa de 38 anos foi estuprada durante um assalto à casa onde mora no Jardim Paiva, em Ribeirão Preto (SP), na madrugada desta terça-feira (31). Segundo a Polícia Militar, os dois homens suspeitos do crime fugiram e ainda não foram identificados.
Ainda de acordo com a PM, a dupla invadiu a casa na Rua Valêncio Fagundes Leomil por volta de 3h50. A vítima contou aos policiais militares que foi surpreendida pelos homens armados, quando estava dormindo no quarto.
A mulher disse suspeitar que os ladrões escalaram o muro da casa vizinha, invadiram a residência dela, quebraram o vidro da porta e conseguiram abri-la porque a chave estava na fechadura, pelo lado de dentro.
Ainda de acordo com relato da vítima à PM, enquanto um dos homens recolhia os objetos que foram roubados, o outro suspeito permaneceu no quarto, ameaçando a assistente com uma arma e passando a mão em suas partes íntimas.
A dupla fugiu no carro da mulher, levando um forno elétrico, uma sanduicheira, um liquidificador, uma televisão de 42 polegadas, um notebook, um secador de cabelos e um celular. O veículo foi achado pela PM logo depois, na Rua Guapuava, a dois quilômetros do local do crime.
O caso está sendo investigado pelo 3º Distrito Policial de Ribeirão, como roubo e estupro. Nenhum dos suspeitos havia sido identificado até a manhã de quarta-feira (1º).
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão e Franca