Em Minas, 15 estudantes da USP ficam feridos em acidente de ônibus

Quinze alunos da USP (Universidade de São Paulo) ficaram feridos em acidente na madrugada desta quarta-feira (1º) envolvendo o ônibus em que viajavam e uma carreta na BR-381, em Nepomuceno, na região sul de Minas, conforme informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em Perdões.

Dois motoristas do ônibus, o que estava ao volante e o reserva, também ficaram feridos na colisão. Todos foram levados para a Unidade de Pronto Atendimento de Lavras. Os alunos tiveram ferimentos leves. Já os motoristas tiveram lesões graves.

O acidente aconteceu às 3h15. O ônibus deixou Belo Horizonte e seguia para São Paulo. Os estudantes estavam na capital mineira para participar dos jogos minerários. Segundo informações da PRF o veículo se chocou em uma reta na traseira da carreta, que trafegava na faixa da direita.

A suspeita é que o motorista do ônibus tenha dormido ao volante, por não haver marca de frenagem da pista. Os jogos minerários 2018 foram organizados pela UFMG (Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais). As disputas se remetem a técnicas tradicionais de mineração.

Outro acidente

Em outro acidente, este ocorrido na noite de terça-feira (31) também na BR-381, mas no sentido Vitória, três pessoas ficaram gravemente feridas na colisão de frente entre duas carretas no município de Barão de Cocais, na região central de Minas. As vítimas foram levadas para hospital de João Monlevade.

Apreendidas mais de 3 toneladas de alimentos impróprios para consumo em Porto Alegre

Apreendidas mais de 3 toneladas de alimentos impróprios para consumo em Porto Alegre  Crédito: Policia Civil / Divulgação / CP

Apreendidas mais de 3 toneladas de alimentos impróprios para consumo em Porto Alegre Crédito: Policia Civil / Divulgação / CP
Correio do Povo

Cerca de 3,5 toneladas de alimentos impróprios para consumo foram apreendidos nesta quarta-feira no bairro Passo D’Areia, na zona Norte de Porto Alegre. Segundo informações da Polícia Civil, a ação terminou com a prisão do proprietário de uma distribuidora de carnes e com a interdição do local. 

A iniciativa da Polícia Civil contou com o auxílio de membros do Serviço de Inspeção Municipal de Porto Alegre, que realizaram a fiscalização. O estabelecimento já havia passado por uma vistoria em razão das péssimas condições sanitárias, além de não estar regularizado junto ao órgão público competente. Dessa forma, as atividades foram encerradas pelo risco à saúde pública. 

Durante a inspeção de hoje, foram encontradas diversas irregularidades no estabelecimento interditado, tais como industrialização de produtos sem a devida licença, produtos impróprios para o consumo humano e outros sem a identificação de procedência.