Três são presos e um adolescente apreendido na Operação ‘Sugar’ de combate ao tráfico de drogas


Um adolescente foi apreendido por estar vendendo crack e skunk em uma festa. Suspeitos disseram que a droga foi levada de Santarém para Prainha. Material apreendido foi levado para a Delegacia de Prainha
Polícia Militar/Divulgação
Um adolescente de 17 anos foi apreendido e dois homens e uma mulher foram presos na Operação “Sugar”, das Polícias Militar e Civil de Prainha, no oeste do Pará. A ação, realizada de 16 a 18 de novembro, combate o tráfico de drogas e tem o intuito de manter a ordem e a tranquilidade pública. Com a intensificação das abordagens e levantamento de informações, quatro pessoas foram pegas com entorpecentes.
Segundo a polícia, o adolescente foi apreendido com 15 papelotes de crack, um papelote e 22g de skunk. O garoto confessou que estava vendendo os entorpecentes em um evento de vaquejada, que acontecia na cidade.
Em depoimento, o adolescente confessou que comercializava as drogas a mando de Ezequiel Marques Mendes, de 20 anos, conhecido como “Pé de Porco”. À polícia, o adolescente disse que vendia as drogas para tirar o foco do real dono dos entorpecentes, que já foi preso duas vezes pelo crime de tráfico de drogas.
Para a polícia, “Pé de Porco” contou que as drogas vieram de Santarém, trazidas por Caio Pablo Ramalho, de 27 anos, e sua esposa Maria Adriana, de 35 anos. O casal também foi preso, com eles foram encontrados relógios, dinheiro, uma motocicleta, que era usada para a entrega das drogas, e crack.
A polícia acredita que a maior parte da droga tenha sido vendida. Os suspeitos e os materiais apreendidos foram conduzidos e apresentados na Delegacia de Polícia Civil de Prainha.

Jovem morre após ser baleada enquanto agredia o marido e policiais em Guarda-Mor

Polícia atirou nas pernas da garota, que usou facas para atingir o companheiro. Ela não resistiu aos ferimentos. Um jovem, de 24 anos, morreu após ser atingida por disparos feitos pela Polícia Militar (PM) enquanto ela tentava matar o marido esfaqueado, na noite deste domingo (18), em Guarda-Mor, no Noroeste de Minas.
De acordo com a ocorrência, os policiais foram acionados, por volta das 21h30, para comparecerem a uma residência, no Bairro Buritis, onde a jovem estava esfaqueando o marido, de 25 anos. Testemunhas contaram que os dois haviam feito uso de bebidas alcoólicas e começaram a discutir.
No local, os militares encontraram o rapaz caído no chão da Rua João Alves de Oliveira com diversas perfurações pelo corpo. Os policiais colocaram o jovem na viatura para levarem ele até o hospital, mas foram surpreendidos pela autora que estava com três facas na mão.
A jovem tentou entrar na viatura para continuar esfaqueando o marido, mas foi contida pelos policiais. A autora não obedeceu as diversas ordens das autoridades e agrediu um militar, que para se proteger atirou duas vezes nas pernas dela.
Ainda conforme a ocorrência, mesmo atingida, a autora tentou esfaquear o irmão do marido que estava no local, mas foi atingida novamente por dois disparos nas pernas.
A jovem foi socorrida por uma ambulância até o Hospital Municipal de Vazante e depois foi transferida para o Hospital Regional Antônio Dias de Patos de Minas, no Alto Paranaíba. Ela morreu no trajeto devido a uma hemorragia.
O companheiro dela também foi encaminhado para a unidade de Patos de Minas em estado grave. O G1 tentou conseguir o estado de saúde do mesmo, na manhã desta segunda-feira (19), mas o hospital não quis passar essas informações.
A perícia da Polícia Civil foi acionada e apreendeu as facas utilizadas pela autora e os projéteis dos revólveres. Os militares que efetuaram os disparos foram encaminhados até a delegacia para prestarem depoimentos.