Em uma semana, Bolsonaro ganha 600 mil novos seguidores nas redes

Bolsonaro em meio à multidão, momentos antes de sofrer o ataque

Bolsonaro em meio à multidão, momentos antes de sofrer o ataque
Fábio Motta/Estadão Conteúdo – 06.09.2018

Jair Bolsonaro consolidou ainda mais sua liderança nas redes sociais após o atentado sofrido na última quinta-feira (06), em Juiz de Fora (MG). 

Foram 600 mil novos seguidores em uma semana, se somados o Facebook, o Instagram e o Twitter, segundo apurou a Coluna.

O último levantamento, realizado no dia 04 de setembro, apontava o candidato do PSL com 9.12 milhões de apoiadores na soma das três redes sociais, número que foi ampliado para 9.72 milhões nesta segunda-feira.

Bolsonaro lidera com uma imensa folga, com mais do que o dobro do segundo colocado, o ex-presidente Lula, que tem 4.66 milhões. Deste total, o petista, conquistou apenas 20 mil durante a última semana.

O segundo candidato com maior crescimento foi João Amoêdo, com 180 mil novos fãs nas redes sociais. Com a grande alavancada de suas contas recentemente, o presidenciável do Novo já ocupa a quarta posição geral no ranking de mais seguidores. Marina Silva é a terceira colocada.

Ciro Gomes (PDT) foi o terceiro que mais ganhou apoiadores virtuais, com 120 mil novos desde o dia 4 desse mês.. Atrás deles vem Fernando Haddad (PT), com 60 mil, Geraldo Alckmin (PSDB), com 50 mil, Boulos (PSOL), com 28 mil, Lula, com os já citados 20 mil, Marina Silva (REDE), com 10 mil, e Henrique Meirelles, com 8 mil novos seguidores.

Quase dois milhões de mesários vão trabalhar no primeiro turno

Quase dois milhões de mesários vão trabalhar na eleição de 2018

Quase dois milhões de mesários vão trabalhar na eleição de 2018
Alan Marques/Folhapress

Mais de 1,9 milhão de mesários devem trabalhar em todo o país no primeiro turno das eleições em 2018. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a estimativa é feita com base na média de quatro mesários por seção eleitoral, seguindo a experiência das eleições anteriores.

Ainda segundo o TSE, cerca de 50% do total de mesários são voluntários. No Distrito Federal, no entanto, o número de mesários voluntários chega a 90% do total.

O número preciso de mesários só pode ser oficializado depois das eleições. Por isso, no momento, o TSE não tem como “segmentar esses dados por faixa etária, grau de instrução e gênero.”

No exterior, cerca de sete mil pessoas trabalham como mesários em seções eleitorais.

Para o segundo turno, o número de mesários cai. O TSE esclarece, porém, que ainda não tem como estimar o número “sem antes saber as localidades onde ocorrerá o novo pleito.”

São Paulo é o estado que concentra o maior número de mesários. Estima-se que 388.672 trabalharão nas quase 100 mil seções eleitorais. Roraima, por sua vez, tem estimativa de 5.164 mesários no primeiro turno.

O TSE ainda salienta que, de acordo com “o art. 16 da Resolução TSE nº 23.548/2018 – atos preparatórios:

‘Constituirão as mesas receptoras de votos e as de justificativas um presidente, um primeiro e um segundo mesários, dois secretários e um suplente.

§ 1º Os tribunais regionais eleitorais, visando à racionalização de recursos, poderão dispensar o segundo secretário e o suplente na composição das mesas receptoras de votos.

§ 2º No segundo turno, conforme avaliação dos tribunais regionais eleitorais, a composição das mesas receptoras de votos poderá ser reduzida para três membros’.”

Benefícios oferecidos aos mesários:

Vale Refeição

Cada mesário recebe até R$ 35,00 de vale refeição; cada estado pode oferecer alimentação diretamente em vez do dinheiro, desde que seja observado o valor máximo estabelecido.

Cadastro para ser mesário

O eleitor pode preencher um pré-cadastro na internet no portal de cada TER (Tribunal Regional Eleitoral). Tal preenchimento, no entanto, não garante que o mesário será convocado.

Mais benefícios:

– Desempate em concursos que prevejam essa regra em edital;
– Folgas em dobro pelos dias convocados pela Justiça Eleitoral;
– Em alguns convênios celebrados com instituições de ensino superior, a concessão de horas de crédito em algumas disciplinas.