FOTOS: com troca de governo, prédios da Esplanada recebem nomes de novos ministérios


Fachada do Ministério da Fazenda, por exemplo, passou a indicar o Ministério da Economia. Bolsonaro reduziu de 29 para 22 o número de ministérios, unificando algumas pastas. O presidente Jair Bolsonaro tomou posse na última terça-feira (1º) e, com a troca de governo, os prédios na Esplanada, em Brasília, passaram a receber os nomes dos novos ministérios.
No governo Michel Temer, existiam 29 ministérios, e Bolsonaro reduziu o número a 22 – ele havia prometido reduzir a 15 na campanha eleitoral do ano passado.
O novo presidente criou pastas por meio da junção de ministérios.
Foram criados, por exemplo, o da Economia (Fazenda, Planejamento e Indústria e Comércio), o da Cidadania (Desenvolvimento Social, Esporte e Cultura), o da Justiça (Justiça e Segurança Pública) e o do Desenvolvimento Regional (Integração e Cidades).
FOTOS
Veja fotos de parte dos prédios da Esplanada dos Ministérios com os novos nomes dos ministérios:
Operários trabalham na fachada do Bloco J da Esplanada, onde funcionava o Ministério da Indústria e Comércio Exterior; MDIC foi fundido ao Planejamento e à Fazenda
Marília Marques/G1
Prédio onde funciona o Ministério da Economia; letreiro anterior era do Ministério da Fazenda
Marília Marques/G1
Fachada anterior do prédio onde funcionavam os ministérios da Integração Nacional e da Ciência e Tecnologia
Aline Ramos/G1
Nova fachada do prédio onde passarão a funcionar os ministérios da Ciência e Tecnologia e dos Transportes
Aline Ramos/G1
Fachada do prédio onde funciona o Ministério dos Direitos Humanos
Marília Marques/G1
Fachada do prédio onde funcionava o Ministério do Planejamento; pasta foi unificada à Fazenda para formar Ministério da Economia
Aline Ramos/G1

Prefeitura de Limeira reajusta IPTU em 4,05%; carnês devem ser entregues em fevereiro


Correção inflacionária é maior do que a executada em 2018. Prefeitura de Limeira reajusta em 4,05% o IPTU para 2019
Wagner Morente/Prefeitura de Limeira
A Prefeitura de Limeira (SP) reajustou em 4,05% o valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para 2019. O valor, que à correção inflacionária de dezembro de 2017 a novembro de 2018, é maior do que o aplicado em 2018, quando o aumento foi de 2,5%.
De acordo com a prefeitura, não houve aumento real no valor do imposto em 2019. A expectativa do Executivo é que os carnês comecem a ser distribuídos pelos Correios na segunda quinzena de fevereiro.
Em 2018, foram distribuídos 121.294 carnês e o primeiro vencimento ocorreu em abril.
Piracicaba
Em Piracicaba, o reajuste no IPTU foi de 6,06%, sendo 3,56% de correção inflacionária e 2,5% de aumento real. Para definir a correção inflacionária, a prefeitura considerou o acumulado nos 12 meses de 2018.
O reajuste em Piracicaba foi menor do que o para 2018, que ficou em 6,95%. Serão distribuídos 199.183 mil imóveis, sendo 41.402 terrenos, 135.480 residenciais, 18.723 comerciais, 710 industriais e 2.868 diversos.
A prefeitura prevê iniciar a entrega dos carnês no final de janeiro, com término até 10 de março. O vencimento da primeira parcela será 15 de março.
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba