Candidato à presidência da Câmara leva quitutes mineiros a Bolsonaro

Candidato  à presidência da Câmara leva quitutes mineiros a Bolsonaro

Candidato à presidência da Câmara leva quitutes mineiros a Bolsonaro
Estadão Conteúdo

Candidato à presidência da Câmara, o atual vice-presidente da Casa, Fábio Ramalho (MDB-MG),fez nesta segunda (7) uma visita de cortesia ao presidente Jair Bolsonaro. Ele levou produtos mineiros: queijo, doce de leite, sorvete de queijo, azeite caseiro, pé-de-moleque e manteiga de garrafa. Apesar do afago, ele nega que tenha ido pedir apoio para a disputa com o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

— É uma visita de cortesia, não vim pedir apoio. Sou favorável às reformas, mas de graça, sem toma lá, dá cá.

Rodrigo Maia já tem apoio formal de pelo menos cinco partidos. Fábio Ramalho se diz um candidato independente. 

— Sou candidato independente, da Câmara e dos 513. Vou conversar com os 513, a eleição da Câmara não pode ser de líderes. Vamos fazer uma eleição onde os candidatos sejam independentes. Cada partido que quiser me dar apoio, vou aceitar. Mas vou buscar o apoio com cada um dos 513 deputados para ter uma Câmara forte para fazer as reformas necessárias.

O deputado não declarou apoio incondicional à reforma da Previdência, mas disse que é um tema que precisa ser discutido. 

— A reforma tem que ser discutida pelo parlamento. Ele [Bolsonaro] está muito preocupado com a reforma. A reforma tem que ser discutida com o parlamento independente e forte.

Ramalho disse que foi bem recebido por Bolsonaro, com quem diz ter uma relação de amizade, e falou que o presidente já comeu o pé-de-moleque.