Jovem de 16 anos confessa ter matado homem para se defender de estupro, no ES

Crime aconteceu no bairro Serra Dourada, na Serra, nesta sexta-feira (2). Família de homem, que tem 39 anos, disse não acreditar na versão da menor. Uma jovem de 16 anos foi apreendida e confessou ter matado um homem de 39 para se defender de um estupro, no bairro Serra Dourada, na Serra, Espírito Santo, nesta sexta-feira (2).
Jair Pitágoras, de 39 anos, foi morto na casa onde morava. A menor contou à polícia que estava sendo perseguida por Jair, porque os dois já tinham tido um relacionamento.
Nesta sexta, ela contou que foi até a casa de Jair para conversar, mas ele tentou estuprá-la. A adolescente disse ainda que pegou a faca na cozinha e deu golpes em legítima defesa.
O homem foi morto com seis facadas. A família dele esteve na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa e disse não acreditar na versão da adolescente.
Ela foi autuada por homicídio e ficou apreendida.
Veja o plantão de últimas notícias do G1 Espírito Santo

Please enter banners and links.

Grávida é agredida com socos e chutes pelo marido durante crise de ciúmes em Ji-Paraná


Caso aconteceu na noite da última sexta-feira (2). Após cometer as agressões o homem fugiu do local. Caso foi registrado na Unisp de Ji-Paraná
Reprodução/Rede Amazônica
Uma mulher de 37 anos foi vítima de violência doméstica na noite da última sexta-feira (2), no bairro Parque São Pedro, em Ji-Paraná (RO), município localizado a cerca de 377 quilômetros de Porto Velho. Segundo a vítima, que está grávida, o marido teria começado a agredi-la durante uma crise de ciúmes.
De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima estava em casa quando o marido começou a acusá-la de traição, e alegou que o filho que a mulher está esperando não era dele. Em um determinado momento da discussão, o homem teria jogado a mulher no colchão e passado a lhe agredir com chutes e socos nas regiões das costas e na lombar.
Depois de bater na mulher, o homem teria fugido do local. A Polícia Militar (PM) foi acionada, e compareceu na residência da vítima, que informou que devido as fortes dores sentidas na região abdominal, iria primeiro a um hospital, para posteriormente fazer o exame de corpo de delito.
O boletim de ocorrência foi registrado na primeira Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) do município. O suspeito de cometer as agressões não foi localizado.

Please enter banners and links.