Pai e filho morrem afogados em riacho no noroeste do Paraná

Segundo os bombeiros, pai viu menino de 12 anos se debatendo e tentou salvá-lo, mas também se afogou; em Cruzeiro do Oeste. Pai e filho morreram afogados, na tarde desta sexta-feira (2), em um riacho na área rural de Cruzeiro do Oeste, no noroeste do Paraná.
Segundo o Corpo de Bombeiros, os dois estavam com a família no local, quando o pai viu o menino, de 12 anos, se debatendo. O homem tentou salvar o filho, mas acabou se afogando também.
Bombeiros e Defesa Civil retiraram os corpos da água. Os dois foram encaminhados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Umuarama.
Veja mais notícias da região no G1 Norte e Noroeste.

Dia de Finados: parentes e amigos prestam homenagens em cemitérios de Sorocaba


Com tanto movimento, os vendedores ambulantes aproveitaram a data para reforçar a renda. Muitos levaram vasos de flores e arranjos para vender. Dia de Finados: parentes e amigos prestam homenagens em cemitérios de Sorocaba
Reprodução/TV TEM
Flores, orações e limpeza. Desde cedo o movimento foi grande de parentes e amigos que foram prestar homenagens no Cemitério da Saudade, em Sorocaba (SP), nesta sexta-feira (2), quando se comemora o Dia de Finados.
A aposentada Flávia Regina Pécora aproveitou o feriado para visitar o túmulo do pai, dos avós e dos tios. Uma forma de homenagear quem ainda vive na lembrança.
“A gente vem aqui visitá-los, prestar homenagem. Eles podem ter ido embora, mas sempre vão estar nos nossos corações”, explica.
Além de prestar homenagem aos parentes que já morreram, teve gente que foi ao cemitério para fazer orações, pedir e agradecer. A capela do líder religioso João de Camargo foi um dos túmulos mais visitados durante todo o dia.
Cemitérios ficam lotados durante o feriado de Finados em Sorocaba
Há 12 anos o voluntário Paulo César visita a capela e ajuda na limpeza. Ele conta que já recebeu muitas graças de João de Camargo. “Ele nos concede muitas graças, a gente vem aqui para rezar, pedir e agradecer. Eu sou voluntário e venho aqui e na capela sempre.”
Com tanto movimento, os vendedores ambulantes aproveitaram a data para reforçar a renda. Muitos levaram vasos de flores e arranjos para vender.
“Eu acompanho essas vendas há 30 anos, esse ano está um pouco parado, mas a gente espera vender mais ao longo do dia”, conta a comerciante Évelyn Vasconcelos.
A movimentação também foi grande no Cemitério da Consolação, na zona leste de sorocaba. Quem foi visitar os túmulos de parentes e amigos aproveitou para participar da missa que foi celebrada em homenagem ao Dia de Finados.
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí