Justiça determina prisão preventiva de motorista que matou técnica de enfermagem após acidente em RO


Simone Nascimento Ribeiro, de 30 anos, morreu após ser atropelada no Setor Jardim Zona Sul, em Ariquemes. Condutor estava embriagado e fugiu do local do acidente, mas foi preso em um residência. Acidente aconteceu na Avenida Brasil, Setor Jardim Zona Sul, em Ariquemes, no domingo (14)
Jeferson Carlos/G1
O juiz da 1ª Vara Criminal de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, converteu nesta terça-feira (16) a prisão em flagrante para prisão preventiva do motorista Leonardo José da Silva, de 29 anos, que dirigia uma picape em estado de embriaguez e provocou um acidente no último fim de semana em uma avenida do Setor Jardim Zona Sul, que matou a técnica de enfermagem Simone Nascimento Ribeiro, de 30 anos.
O motorista fugiu do local do acidente sem prestar socorro à vítima, mas ele foi preso em uma residência do Setor 6, após uma testemunha o seguir e passar as informações para a Polícia Militar (PM).
De acordo com o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO), a audiência de custódia que determinou a conversão da prisão aconteceu na manhã desta terça-feira.
Audiência de custódia aconteceu na manhã desta terça-feira (16) no Fórum de Ariquemes
Diêgo Holanda/G1
Segundo a legislação, os condutores de veículos de matam em acidentes de trânsito podem ser soltos no caso de pagamento de fiança determinada pelo delegado de polícia e responde pelo processo em liberdade.
Mas conforme a Polícia Civil, o delegado não arbitrou fiança ao motorista por conta da espécie do crime e da gravidade existente, além da reprovabilidade social da conduta do motorista por dirigir com alto teor de álcool no sangue
“O tratamento dado ao caso na delegacia em termos jurídicos, foram os piores possíveis. O delegado não enquadrou no homicídio culposo e sim no homicídio doloso, com pena de seis a 20 anos de reclusão e esperamos que ele vá a Júri Popular”, comentou o delegado regional, Rodrigo Duarte.
O delegado Rodrigo Duarte ainda explicou que Leonardo José foi indiciado pelo homicídio com dolo eventual, que é quando assume o risco de cometer o delito.
“O dolo tem duas modalidades no nosso código penal. A primeira é quando a pessoa tem intenção de matar e a segunda é quando, mesmo quando não tenha a intenção, como foi o caso, que é o que estamos apurando, a pessoa não se importa com a ocorrência daquele resultado”, destacou o delegado.
Com a decisão da Justiça, Leonardo será encaminhado ao Centro de Ressocialização de Ariquemes e aguardará o andamento do processo preso.
Ao G1, o advogado do motorista, Geocivaldo Santana Dias, informou que aguardará a publicação oficial da decisão no edital para em seguida definir quais os passos a serem tomados pela defesa.
Manifestação
Diversos amigos e familiares fizeram uma caminhada em forma de protesto na manha desta terça-feira, na Avenida Tancredo Neves, entre Prefeitura e o prédio do Ministério Público de Rondônia (MP-RO).
Amigos de profissão e familiares realizaram caminhada de manifestação nesta terça
Rede Amazônica/Reprodução
Com cartazes e faixas, os participantes aclamavam por Justiça e que o motorista continuasse preso em razão da morte de Simone. A enfermeira Milena Coelho pediu pelo fim da impunidade e uma resposta mais grave para as pessoas matam no trânsito.
“Ela era uma pessoa que batalhava muito, estava em dois empregos para poder lutar pelos sonhos da família dela. Uma mulher extremamente humilde, que corrria atrás, que lutava e a gente vê uma vida sendo tirada desta maneira. Uma coisa que poderia ser evitada, isso é inadmissível”
Nota de Pesar
O Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) se manifestou por meio de nota oficial sobre o sentimento de pesar pela morte da técnica de enfermagem, em decorrência do acidente de trânsito.
“O Conselho lamenta a inestimável perda e estende a sua solidariedade aos familiares, amigos e colegas de trabalho nesse momento de dor”, descreve a nota
Velório e sepultamento
Simone foi enterrada no Cemitério São Sebastião nesta terça-feira (16) em Ariquemes
Rede Amazônica/Reprodução
Simone Nascimento Ribeiro foi velada entre a segunda-feira (15) e a manhã desta terça em uma igreja evangélica localizada no Setor 10.
A técnica de enfermagem foi enterrada por volta das 12h, no cemitério São Sebastião, localizado na Avenida Rio Branco. Simone deixa três filhos menores de idade e o esposo.
Acidente
Motorista embriagado é preso após atropelar e matar motociclista em Ariquemes, RO
Jeferson Carlos/G1
Simone morreu na noite de domingo (14) após ser atropelada por um automóvel enquanto conduzia uma motocicleta pela Avenida Brasil, no Setor Jardim Zona Sul, próximo a RO-257. A vítima estava indo para o local de trabalho.
Conforme a PM, a central de operações foi informada sobre uma picape que colidiu na traseira de uma motocicleta no Setor Jardim Zona Sul, sendo que a motociclista ficou caída na via e o motorista do automóvel fugiu do local.
Simone chegou a ser socorrida inicialmente pelo Corpo de Bombeiros e Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) chegou ao local em seguida e efetuou os primeiros socorros.
A mulher apresentava um traumatismo craniano, fraturas no pescoço e entrou em parada cardiorrespiratória. Os profissionais fizeram o trabalho de reanimação da vítima por mais 40 minutos, mas ela não resistiu aos ferimentos.
A testemunha que seguiu o motorista passou a localização da residência em que ele entrou para a Polícia, que compareceu no local e constatou que ele apresentava indícios de embriaguez.
Ele foi solicitado a realizar o teste do bafômetro e exame apontou o resultado de 0,97 de álcool por litro de ar expelido (mg/l). Ele foi preso e encaminhado para a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) de Ariquemes
Veja mais noticías da região no G1 Ariquemes e Vale do Jamari