Uma em cada sete crianças de 5 anos não está imune ao sarampo no Reino Unido

Agência de saúde pública alerta que a cobertura vacinal da segunda dose está em apenas 87,4%, quando deveria ser 95%. A vacina tríplice viral também protege contra caxumba e rubéola. Centenas de milhares de crianças britânicas devem voltar às aulas após as férias de verão na Europa, mas 1 em cada 7 crianças de cinco anos de idade podem não estar imunizados contra o sarampo. O alerta foi feito nesta segunda-feira (19), pela agência de saúde pública do país, a “Public Health England” (PHE).
Na cidade de Londres, o problema é ainda maior: 1 em cada 4 crianças deixaram de tomar a vacina tríplice viral, que protege também contra caxumba e rubéola.
Embora a cobertura da primeira dose da vacina esteja acima dos 95% recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), para a segunda dose o índice está bem abaixo do ideal no país, em 87,4%.
No Reino Unido, a primeira dose da vacina geralmente é dada aos 12 meses de idade. A segunda dose é aplicada antes das crianças irem para a escola, aos 3 anos e 4 meses de idade.
Numa situação normal, duas doses da vacina são suficientes para que um apessoa esteja protegida contra o sarampo. Em casos de surto, os governos podem recomendar uma terceira dose de reforço.
O Reino Unido tem 680 mil crianças com 5 anos de idade que devem começar as aulas em setembro, das quais 30 mil ainda não receberam nem a primeira dose da vacina. Outras 90 mil ainda precisam receber a segunda dose.

Conta no Instagram é criada para mostrar como recolher lixo é fácil

A conta no Instagram @peterpicksuptrash recebeu sua primeira foto no dia 11 de junho deste ano, mas o hábito de recolher lixos espalhados pela cidade já ocorre há 2 anos

Peter, criador do perfil, publica fotos de lixos que ele encontrou e retira das ruas. Os resíduos plásticos são os mais recolhidos por ser um dos principais inimigos do meio ambiente

Na descrição do perfil, Peter diz que irá demonstrar como é fácil recolher o lixo e dar um destino correto ao invés de apenas passar por ele e incentivar as pessoas a mudar de comportamento

Peter recolhe as embalagens que encontra pelo caminho até mesmo quando está em horário de almoço durante o trabalho. Tudo para demonstrar como é simples descartar o lixo no local correto

Em uma das postagens, ele diz que demorou apenas 15 segundos para pegar os plásticos e jogar em uma lixeira 

A conta tem um pouco mais de mil seguidores e 41 postagens, cada legenda relata em que momento ele pegou aquela sujeira

Os plásticos são uns dos principais poluentes do planeta e cientistas descobriram microplásticos até mesmo no gelo do Ártico, que já sofre com o aquecimento global