Carmen Lúcia diz estar preocupada com o momento de polarização de ideias no Brasil


A afirmação foi feita na manhã desta sexta-feira (27), durante palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro. A presidente do STF, ministra Carmen Lúcia, em palestra no Rio
Reprodução/ GloboNews
A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e presidente da República em exercício, a ministra Carmen Lúcia afirmou estar preocupada com o momento de polarização de ideias no Brasil. A afirmação foi feita na manhã desta sexta-feira (27), durante palestra na Associação Comercial do Rio de Janeiro.
“Ando preocupada por força do meu ofício e preocupada por força do meu dever cívico com o momento que vivemos neste País . Onde quer que pouse meus olhos, vejo uma multiplicidade de pensares, contradições e manifestações exasperadas que posso chamar de raiva. É difícil ser um povo quando nos colocamos um contra os outros e não contra as ideias. A falta de gentileza está próxima de todos nós. Precisamos ser filhos gentis para que nossa párria volte a ser uma mãe gentil”.

Companhia aérea operava com alvará vencido há mais de um ano em Campo Grande


A empresa Latam foi autuada pelo Procon em blitz no aeroporto da capital na manhã desta sexta-feira (27). Avianca e Gol também foram autuadas por irregularidades. O Procon/MS, junto com equipes das áreas de defesa do consumidor do Ministério Público Estadual, Polícia Civil e Ordem dos Advogados de Mato Grosso do Sul, realizaram uma blitz no no aeroporto internacional de Campo Grande, MS, na manhã desta sexta-feira (27). Foram vistoriadas 4 companhias aéreas que operam no aeroporto da cidade, e dessas, 3 foram autuadas por irregularidades.

Equipes trabalharam junto com o Procon em Blitz no aeroporto internacional de Campo Grande, MS
Procon-MS/Divulgação
Segundo o superintendente do Procon/MS, Marcelo Salomão, essa foi uma ação feita no Brasil inteiro para apurar denúncias de abusos contra o consumidor: “A empresa Gol não tinha informações claras e prévias sobre cobranças para os consumidores. A Avianca foi multada por cobrança pelo excesso de bagagem sem dar proporcionalidade desse excesso. Pegamos um flagrante em que o consumidor tinha 3kg a mais e queriam cobrar R$ 80,00, essa cobrança tem que ser proporcional ao excesso, pois há excessiva vantagem para a empresa” explica.
As empresas autuadas ainda podem recorrer das multas aplicadas.
Alvará vencido há mais de um ano
Segundo o superintendente, a companhia aérea Latam funcionava com o alvará vencido há mais de um ano: “No ano passado nós já multamos essa empresa por alvará vencido. Nessa blitz, nem sequer o documento do alvará vencido estava lá. Se um pequeno comerciante é pego com alvará vencido é uma complicação, agora, uma companhia desse porte operando dessa forma há mais de um ano, é inadmissível. Resoluções não servem para explicar, o que precisa ser respeitado prioritariamente é o código de defesa do consumidor”.
De acordo com o Procon, as empresas tem 15 dias para regularização. A multa para a Latam pode chegar a R$150 mil, porque é reincidente na infração. Salomão explica que havia a possibilidade de interditar a companhia, mas “isso não foi feito em respeito ao próprio consumidor”.
Em nota, a “LATAM Airlines Brasil informa que prestará os devidos esclarecimentos diretamente ao órgão”.
Sobre a alteração na forma de cobrança da bagagem, a Anac disse que hoje os passageiros pagam de forma transparente, já que antes, o pagamento estava embutido no preço total do bilhete aéreo.
A Infraero disse que está colaborando com a ação e que as balanças dos aeroportos recebem notificação periódica, conforme determina a legislação.
Até a publicação desta reportagem, Avianca e Gol ainda não haviam respondido ao pedido de retorno.