Onda de frio em SP traz alerta para doenças do inverno

Temperaturas na cidade de São Paulo devem chegar a 5ºC na quinta-feira (4)

Temperaturas na cidade de São Paulo devem chegar a 5ºC na quinta-feira (4)
FÁBIO VIEIRA/FOTORUA/ESTADÃO CONTEÚDO

Com a chegada da primeira onda de frio do inverno, na próxima quinta-feira (4), aumenta a preocupação com as doenças respiratórias e a circulação de vírus e bactérias típicas dessa estação. Gripes, resfriados, rinites, asma, bronquite e outras infecções encontram condições propícias nas baixas temperaturas.

Em São Paulo, os termômetros podem chegar à mínima de 5ºC durante as madrugadas de sábado e Domingo (dias 6 e 7). O frio também devem chegar até Goiás e Bahia, onde há a possibilidade do frio chegar a 10ºC, e há a possibilidade de neve nas regiões serranas da Região Sul.

Leia também: Mais de 80% das mortes por pneumonia no país são de idosos

A vacinação contra gripe no Estado de São Paulo está abaixo da média nacional e da meta do Ministério da Saúde, o que aumenta a vulnerabilidade à doença.

“Não adianta sair correndo para tomar vacina”, lembra o infectologista Jean Gorinchteyn, do Hospital Emílio Ribas de São Paulo. “As pessoas já deveriam ter se vacinado para a gripe. Fazer agora não vai ser proteção, apenas para daqui a 12 ou 14 dias.”

Saiba mais: Tempo seco aumenta três vezes ocorrência de sinusite, diz médico

Manter o sistema imunológico em funcionamento é uma das principais providências para não ser pego de surpresa pela virada no tempo. Tomar bastante água para não descuidar da hidratação é uma das principais dicas dos médicos, além do consumo das frutas cítricas, ricas em vitamina C. Nutricionistas também recomendam peixes – em especial a sardinha -, linhaça, chia, vegetais vermelhos e alaranjados, e as oleaginosas.

Para a época de frio, infectologistas recomendam manter os ambientes arejados e ventilados. A dica é resistir à tendência de se recolher em ambientes fechados para se proteger, pois é nesses locais que vírus e bactérias costumam circular com mais facilidade.

Outra dica é evitar, se possível, grandes aglomerações de pessoas, como no transporte público, shoppings e cinemas. Quando passar por esses locais é inevitável, há outros cuidados que ajudam a prevenir doenças. O álcool gel, para passar nas mãos periodicamente, é um dos itens mais importantes nesta época do ano.

O uso periódico do soro fisiológico para limpar as narinas, que tendem a ficar ressecadas com o frio, também ajuda a prevenir problemas de saúde. “Normalmente, a circulação dos vírus respiratórios tende a se manter especialmente na garganta e no nariz. O fato de se lavar aumenta a produção de anticorpos nessas secreções”, diz Gorinchteyn.

Leia também: H1N1 causou 67% das 222 mortes por gripe este ano no país

Quem já sofre com doenças com bronquite e asma deve, de preferência, levar seus medicamentos nos bolsos e bolsas. Outra dica são os gargarejos – com água, vinagre e sal, ou enxaguantes bucais – toda vez que chegar em casa. Esse procedimento ajuda a eliminar vírus e bactérias que estejam na região da garganta.

Entrar no mar gelado dá gripe? Saiba mais sobre saúde nas férias de julho: