Onça-pintada é flagrada em rodovia por empresária de Roraima: ‘emoção sem tamanho!’


Empresária viajava a trabalho de Boa Vista para Manaus quando avistou o felino a BR-174. Registro foi feito na reserva indígena Waimiri Atroari, região de mata. Onça-pintada à margem de rodovia em RR
Arquivo pessoal/Fabiana Luiz Ramos
Uma onça-pintada foi flagrada à margem da BR-174, em uma área de mata na reserva indígena Waimiri Atroari, na divisa entre Roraima e o Amazonas. O registro foi feito nessa quinta-feira (14) pela empresária Fabiana Luiz Ramos, que viajava a trabalho de Boa Vista para Manaus.
A empresária contou ao G1 que seguia de carro, com o filho, de 2 anos, e o marido, quando foi surpreendida pelo felino sentado à margem da rodovia.
“Estávamos passando pela reserva quando meu marido avistou a onça na beira da BR, saindo da mata. Eu acho que ela ia atravessar a estrada. Diminuímos a velocidade do carro e foi como conseguimos registrar as fotos”, relatou.
Fabiana disse que ver tão de perto uma onça-pintada, que é considerada o maior felino das Américas, foi um sonho realizado.
“Foi uma emoção sem tamanho! Era o meu sonho passar pela reserva e ver uma onça ou uma sucuri. Todos nós ficamos emocionados de ficar cara a cara, tão de perto, com uma coisa tão linda”, disse.
De acordo com o pesquisador ecólogo da Universidade Federal de Roraima (UFRR), Whaldener Endo, a onça-pintada registrada pela empresária, era, aparentemente, um animal adulto. Ele não conseguiu identificar o sexo dela pela posição que se encontra nas fotos.
Maior predador das matas brasileiras, a onça-pintada pode chegar a até 135 kg e 75 cm de altura e está criticamente ameaçada de extinção na caatinga. A espécie ‘reina’ principalmente na Amazônia e no Pantanal, onde há populações maiores.
Maior predador das matas brasileiras, a onça-pintada pode chegar a até 135 kg e 75 cm de altura.
Arquivo pessoal/Fabiana Luiz Ramos