O jovem de 17 anos que descobriu planeta com dois sóis em seu 3º dia na Nasa

<div class="media_box full-dimensions660x360">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/planetas-12012020104836278?dimensions=660×360" title="Jovem de 17 anos foi peça-chave para descoberta de planeta a 1.300 anos-luz da Terra" alt="Jovem de 17 anos foi peça-chave para descoberta de planeta a 1.300 anos-luz da Terra" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Jovem de 17 anos foi peça-chave para descoberta de planeta a 1.300 anos-luz da Terra</span>
<span class="credit_box ">Chris Smith/NASA’s Goddard Space Flight Center</span>
</div>
</div>

<p>
 O jovem de 17 anos havia recém-chegado ao estágio de verão na Nasa (agência espacial americana), mas em seu terceiro dia de estágio descobriu um planeta com dois sóis.</p>
<p>
Ainda faltava um ano para Wolf Cukier terminar o ensino médio em Nova York, mas ainda assim conseguiu fazer parte de um grupo de voluntários que passaria um período na agência espacial.</p>
<p>
<strong><a href="http://http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/mary-sommerville-a-genio-autodidata-que-foi-declarada-rainha-da-ciencia-e-depois-caiu-no-esquecimento-12012020" target="_blank">Mary Somerville, a gênio autodidata que foi declarada ‘rainha da ciência’ e depois caiu no esquecimento </a></strong></p>
<p>
Seu ingresso na Nasa não foi pouco, mas não se compara ao que aconteceu em seguida: no terceiro dia de treinamento, ele fazia parte da equipe que descobriu um planeta a 1.300 anos-luz da Terra.</p>

<div class="media_box embed intertitle_box">

<div class="content">O achado</div>
<span class="author"></span>
</div>

<p>
Cukier iniciou um estágio no Goddard Space Flight Center, instituto de pesquisa da NASA em Greenbelt, no Estado de Maryland (no leste dos Estados Unidos).</p>
<p>
Seu trabalho era examinar os dados do TESS, satélite conhecido como Satélite de Pesquisa de Exoplaneta em Transição ou, mais informalmente, "caçador de planetas".</p>
<p>
A peculiaridade do projeto TESS é que ele convida pessoas sem treinamento aprofundado na área a serem voluntárias para assistir à transmissão on-line de padrões no brilho das estrelas que podem sugerir a existência de um novo planeta.</p>
<p>
A descoberta da qual Cukier participou aconteceu no meio do ano passado, mas só veio à público há poucos dias depois de ter passado por checagem.</p>
<p>
A checagem foi feita a partir de um programa batizado de Eleanor, em homenagem à personagem Eleanor Arroway, protagonista da obra <em>Contato</em>, de Carl Sagan. A ferramenta avalia se as transições são reais ou resultado de distorções ou interferências, por exemplo.</p>
<p>
Cukier teve a missão de estudar como duas estrelas se cruzariam criando um eclipse no sistema solar TOI 1338, mas em sua observação ele notou algo na órbita de duas estrelas que bloqueavam a luz.</p>

<div class="media_box embed video_box" data-name="youtube"><iframe width="660" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/8FrlhrtVEW8" frameborder="0" allow="accelerometer; autoplay; encrypted-media; gyroscope; picture-in-picture" allowfullscreen></iframe></div>

<p>
Segundo a NASA, após a descoberta, especialistas passaram várias semanas verificando a observação e finalmente concluíram que Cukier havia descoberto um planeta 6,9 vezes maior que a Terra.</p>
<p>
É também o planeta do seu tipo de número 13 identificado ao longo da história.</p>
<p>
"Eu estava procurando nos dados tudo o que os voluntários apontaram como um binário que eclipsou um sistema no qual duas estrelas giram em círculo, e do nosso ponto de vista são eclipsados ​​a cada órbita", disse Cukier, segundo um comunicado da NASA.</p>

<div class="media_box embed intertitle_box">

<div class="content">Fã de Star Wars</div>
<span class="author"></span>
</div>

<p>
Um artigo escrito por Cukier e membros da equipe de pesquisadores da Nasa onde ele colaborava trouxe mais detalhes sobre a descoberta.</p>
<p>
O TESS foi capaz de detectar o novo planeta por causa de sua capacidade de monitoramento permanente. O satélite tem quatro câmeras, que registram um pedaço do espaço a cada 30 minutos, ao longo de 27 dias.</p>
<p>
Os cientistas usam essas informações para gerar gráficos e detectar como o brilho muda ao longo do tempo. Mas a detecção de um planeta com dois Sóis é mais difícil do que o com um.</p>
<p>
Segundo o principal autor do artigo, o cientista Veselin Kostov, os dados analisados sobre o TOI 1338 b traziam variações e passaram batidos por algoritmos. "O olho humano é extremamente bom para encontrar padrões em dados, especialmente padrões não periódicos como as transições nesse sistema."</p>
<p>
"Nossas certezas vieram e se foram algumas vezes, mas ao final estávamos seguros de que havíamos encontrado um planeta", disse Cukier à rede de TV americana ABC.</p>
<p>
O jovem de 17 anos é fã da série Star Wars — que retrata um planeta ficcional com dois sóis (Tatooine, onde vivia Luke Skywalker) — e afirmou esperar que essa descoberta possa ser o começo de sua carreira no campo de exploração espacial.</p>