‘Nevou em Urubici’: cidade que aparece no noticiário pelas baixas temperaturas oferece cânions e turismo rural


Descubra o Brasil: série vai mostrar destinos que merecem ser mais conhecidos, mas que ainda estão no radar apenas de viajantes que já buscam roteiros diferentes. Descubra o Brasil: Urubici chama atenção pelas belezas naturais e baixas temperaturas
Uma cidade na Serra Catarinense de vez em quando aparece nos telejornais – e nem parece que o assunto é Brasil. “Nevou em Urubici” é uma frase que talvez você tenha ouvido alguma vez no noticiário sobre o tempo ou na previsão. Localizada a 167 km da praiana Florianópolis, Urubici às vezes chega a oito graus negativos e oferece a chance de o brasileiro conhecer neve sem sair do país.
O Descubra o Brasil vai apresentar nos próximos três meses destinos que já estão no radar dos viajantes que apreciam roteiros diferentes, mas que merecem ser mais conhecidos.
Aurora do Tocantins tem o 3º menor rio do mundo e 200 cavernas como atração para quem curte desafio físico
No inverno, o número de visitantes dobra por conta da neve. Mas a cidade abriga também cachoeiras, serras, rochas e cânions. Um dos destaques do local é o Morro da Igreja, o ponto habitável mais alto do estado de Santa Catarina, com mais de 1.800 metros de altura, segundo a Secretaria do Turismo da cidade.
Urubici abriga também detém uma curiosa marca: na serra do Corvo Branco, para a passagem de uma estrada, foi feito o maior corte de rochas do Brasil. Foram formados paredões de pedras de mais de 90 metros de altura.
Os trajetos para Urubici podem feitos de carro ou de ônibus, partindo de Florianópolis, em cerca de 3 horas. Para chegar ao local, basta seguir pela BR-282.
A cidade com cerca de 10 mil habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também oferece atrações de turismo rural, o que pode ser interessante para viagens com crianças. Fazendas têm passeios a cavalo, colheita, ordenha de leite e entre outros atrativos.
A secretaria municipal de Turismo afirma que recebe 120 mil turistas por ano.
VÍDEOS: Agora é assim? O que mudará no turismo após a pandemia
Lugar para ver neve
Neve acumulado no Morro da Igreja, em Urubici
Sérgio Lima/Divulgação
Entre os meses de junho e agosto, com temperaturas alguns dias abaixo de zero, a cidade vira cenário das imagens de geada e dos bonecos de neve que, bem, se não são comparáveis aos vistos nos filmes, viralizam na web, possivelmente, são feitos em Urubici.
O Morro da Igreja é onde são registradas as mínimas da cidade. Nessa época do ano, o controle de visitantes é ainda mais rigorosa. O morro fica no Parque São Joaquim, administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (Icmbio). Por conta da pandemia as visitas estão suspensas temporariamente.
Turismo de aventura
Cachoeira do Avencal, em Urubici
Prefeitura de Urubici/Divulgação
No Parque Cascata do Avencal, o visitante pode ver a cascata e aproveitar outras atividades, como tirolesa, rapel e passeio a cavalo. Não é possível tomar banho na cachoeira, que possui 120 metros de altura, mas o visual pode ser aproveitado tanto do alto quanto por baixo.
No topo da cascata, é possível chegar de carro onde há um mirante. Para conhecer a parte de baixo da cachoeira, é preciso fazer uma trilha de dificuldade média. Mountain bike, rapel e parapente são outros esportes em que é possível praticar em Urubici.
Em outra cascata, a Véu de Noiva, é possível entrar na água. Fica dentro de uma propriedade particular no caminho para o Morro da Igreja.
Boa parte das atrações ficam em propriedades privadas. Nesse caso é preciso se programar para levar dinheiro em espécie – alguns locais podem não aceitar cartões.
Veja mais vídeos de Turismo