Músicas para descobrir em casa – ‘Sol da Barra’ (Marcelo Camelo, 2018) com Erasmo Carlos


Capa de ‘…Amor é isso’, álbum de Erasmo Carlos com a gravação original de ‘Sol da Barra’
Divulgação
♪ MÚSICAS PARA DESCOBRIR EM CASA – Sol da Barra (Marcelo Camelo, 2018) com Erasmo Carlos
♪ Em 18 de maio de 2018, a três semanas de festejar 77 anos de vida, Erasmo Carlos surpreendeu o universo pop brasileiro ao lançar tremendo álbum, …Amor é isso, em que voltou a se agigantar como compositor no tom gentilmente afetuoso de repertório inédito e majoritariamente autoral.
Com renovado vigor artístico, o cantor, compositor e músico carioca abriu parcerias – algumas articuladas por Marcus Preto, diretor artístico do disco produzido por Pupillo Oliveira – e deu voz a músicas compostas por ele ou para ele, Erasmo.
Das canções alheias, a de Marcelo Camelo, Sol da Barra, se revelou a mais iluminada. Sol da Barra assombrou pelo fato de Camelo ter parecido incorporado do espírito musical de Erasmo ao criar a melodia e a letra de canção focada na visão de homem maduro que procura desconstruir certezas – “Tentar desentender / O que já entendi”, como sublinhou o intérprete no canto do refrão – com inspiração no olhar da juventude.
Se a canção viesse assinada pelo Tremendão, nenhum ouvinte do álbum …Amor é isso ia questionar a autoria de Sol da Barra. Até porque a Praia da Barra mencionada na letra e evocada no título da música é a paisagem marítima carioca tão presente no cotidiano de Erasmo Carlos, artista que mora há mais de 40 anos na Barra da Tijuca, bairro da zona oeste da cidade natal do Rio de Janeiro (RJ).
Além da música em si ser bela, a presença de Sol da Barra no álbum …Amor é isso teve o significado especial de reconectar Erasmo a Camelo. Afinal, cabe lembrar que Erasmo foi o primeiro intérprete a gravar música do compositor e vocalista do grupo carioca Los Hermanos, Pra falar de amor, canção que deu título ao álbum lançado por Erasmo em 2001.
Admirador de Erasmo, Camelo participou da gravação de Sol da Barra tocando assovio no arranjo executado pelos músicos do disco, gravado com banda-base formada por Bruno Di Lullo (baixo), Carlos Trilha (piano e sintetizadores), Dadi Carvalho (baixo), Guilherme Monteiro (guitarra e violão), Luiz Lopez (violão de aço e vocal) e Pedro Dias (vocal).
Por ter sido criada com viés tão específico, com inspiração na vida e obra do cantor a quem foi destinada, Sol da Barra provavelmente vai ficar restrita ao repertório de Erasmo Carlos. E tende a ficar esquecida, já que, embora o álbum …Amor é isso tenha sido recebido com entusiasmo unânime pelos críticos, o próprio Erasmo não bancou o estupendo repertório no show derivado do disco.
Mas Sol da Barra está na história – sempre à disposição de novos ouvintes – como flagrante da iluminação de um compositor imbuído da intenção de reverenciar outro compositor.
♪ Ficha técnica da Música para descobrir em casa 14 :
Título: Sol da Barra
Compositor: Marcelo Camelo
Intérprete original: Erasmo Carlos
Álbum da gravação original: …Amor é isso
Ano da gravação original: 2018
Regravações que merecem menções: A música Sol da Barra nunca foi regravada.
♪ Eis a letra de Sol da Barra :
“Passa o tempo, sou um pouco do que fui, mas eu
Eu tenho meus planos
Se eu vou fundo, é porque no fundo a fé
Se aprende nos erros
Domingo eu vou na Praia da Barra
Ver o sol nascer de manhã
Saber do mar onde andam meus amores
Nas luzes da cidade
Ver o olhar da juventude renovar meus sonhos
Tentar desentender
O que eu já entendi
Sou fora da lei
Tô fora de mão, mas
A vida é bandida
Dou o meu amor a tudo que vier, eu
Não tenho mais saída
Domingo eu vou na Praia da Barra
Ver o sol nascer de manhã
Saber do mar onde andam meus amores
Nas luzes da cidade
Ver o olhar da juventude renovar meus sonhos
Tentar desentender
O que eu já entendi
Domingo eu vou na Praia da Barra
Ver o sol nascer de manhã
Saber do mar onde andam meus amores
Nas luzes da cidade
Ver o olhar da juventude renovar meus sonhos
Tentar desentender
O que eu já entendi”