Músicas para descobrir em casa – ‘Manchas e intrigas’ (Kiko Zambianchi, 1985)


Capa do álbum ‘Erasmo Carlos’ que trouxe a gravação original de ‘Manchas e intrigas’ na voz de Erasmo Carlos
Paulo Ricardo
♪ MÚSICAS PARA DESCOBRIR EM CASA – Manchas e intrigas (Kiko Zambianchi, 1985) com Erasmo Carlos
♪ Em 1985, ano em que Kiko Zambianchi completou 25 anos, o cantor, compositor e músico paulista teve despertada a atenção do universo pop brasileiro.
No embalo do inicial single autoral editado no ano anterior com a composição Rolam as pedras (1984), Zambianchi teve música popularizada na voz de Marina Lima – Eu te amo você (1985), canção então inédita gravada pela artista para o álbum Todas (1985) – e lançou o primeiro álbum, Choque (1985).
Inteiramente autoral, o álbum Choque foi alavancado pelo êxito do single promocional Primeiros erros (Chove), música daquele ano de 1985 que o grupo Capital Inicial regravaria 15 anos, com retumbante sucesso nacional, no álbum Acústico MTV (2000) que revitalizou a banda brasiliense.
No rolo compressor do mercado, uma grande canção de Kiko Zambianchi, Manchas e intrigas, acabou passando quase despercebida ao ser apresentada por Erasmo Carlos no 16º álbum do cantor carioca, lançado no segundo semestre de 1985.
Manchas e intrigas até chegou a tocar nas rádios, mas não a ponto de tornar o álbum Erasmo Carlos (1985) o sucesso comercial esperado pela Philips, gravadora que editou o disco do Tremendão pelo selo Polydor.
Zambianchi somente gravaria Manchas e intrigas – após 16 anos – em Disco novo (2001), álbum de repertório majoritariamente inédito com que o cantor tentou retomar a carreira fonográfica em 2001, no embalo do sucesso de Primeiros erros com o Capital inicial, mas a composição continuou inexplicavelmente esquecida.
Na perfeita gravação original feita por Erasmo Carlos para o álbum produzido por João Augusto, Manchas e intrigas foi embalada em arranjo tecnopop típico da década de 1980. Músico do grupo Roupa Nova, o tecladista Cleberson Horsth tocou o piano elétrico Yamaha CP 70 enquanto Jota Moraes pilotou os sintetizadores na gravação da faixa.
Contudo, os músicos Marcelo Sussekind (baixo), Rick Ferreira (guitarra) e Serginho Herval (outro músico do Roupa Nova, na bateria) garantiram a vibe pop roqueira de uma das mais bem acabadas faixas de álbum irregular, cujo resultado final descontentou até o próprio Erasmo Carlos.
Música que se ajustaria bem à pegada pop do Capital Inicial, Manchas e intrigas é uma das mais inspiradas composições de Kiko Zambianchi, tendo resultado em uma das melhores gravações feitas por Erasmo Carlos ao longo dos anos 1980. Tanto que nem Zambianchi alcançou, na regravação feita em Disco novo, a fluência pop do registro do Tremendão.
♪ Ficha técnica da Música para descobrir em casa 2 :
Título: Manchas e intrigas
Compositor: Kiko Zambianchi
Intérprete original: Erasmo Carlos
Álbum da gravação original: Erasmo Carlos
Ano da gravação original: 1985
Regravações que merecem menção: a feita por Kiko Zambianchi para o álbum Disco novo (2001).
♪ Eis a letra da música Manchas e intrigas :
“Passo água nos olhos na manhã seguinte
Nunca estive tão longe de você assim
Espere, não vá me deixar sozinho
O medo quer se apoderar de mim
Vejo manchas e intrigas dentro do nosso astral
Alguma coisa invisível que nos faz mal
Será o tempo?
Será algo que não tenhamos tido?
Estamos na luta sem ter abrigo
Melhor é deixar chover!
Esperar o sol
Secar nosso corpo
Trocar nossas roupas
Ô, ô, ô
Que isso limpe nossos pensamentos
E os seus olhos ficam em silêncio
Pra começarmos a sorrir
O sol, pra começarmos a sorrir
O sol, pra começarmos a sorrir
O sol, pra começarmos a sorrir
O sol…”